Posts encontrados com a Tag: "SERRA"

FIGUEIRA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 07.01.2012
DESTINO: Estação Figueira (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Serrana – SP
COORDENADAS: 21° 9’20.83″S 47°39’0.86″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1960
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, apenas poucos resquícios restaram no local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, José Antonio Thomaz, Pedro Gandra de Carvalho e Vinicius Costa

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Saímos bem cedo e seguimos para Figueira, cortando os canaviais da região de Ribeirão Preto e Serrana. Nessa andança, encontramos muita coisa bacana, dentre elas, os resquícios da velha estação, que na verdade, era uma parada da Estrada de Ferro São Paulo e Minas, situada no quilômetro 23 do ramal de Ribeirão Preto. Para acessá-la, tivemos que andar pelo leito da linha, pois de carro não se chega até o ponto exato. Deixamos a “Pretona” bem à frente do local e voltamos a pé, atravessando mato, subindo ribanceiras, andando sobre pontes, enfim, o dia tinha começado exigente, pelo menos no aspecto físico. Chegando até Figueira, pudemos observar os restos da antiga plataforma, cobertos pelo mato alto, alguns dormentes empilhados e mais nada. Nem placa, nem caixa-d’água, nada… apenas a linha telegráfica e seus postes ainda resistiam por lá, mesmo que parcialmente caídos, mas ainda estavam lá. Da velha parada mesmo, nada restou, mas seu entorno tinha beleza, seja por causa do riacho Tamanduá que passa bem perto e tem uma bela ponte, seja por causa do cenário em si, que apesar de cercado por cana, ainda oferecia belas vistas, ou mesmo pela jornada, que nos fez acordar de um jeito diferente naquele dia. Assistam o mini-filme, vejam a galeria de fotos, e me digam se não foi um dia legal… De lá, seguimos para Pio Alves.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

PARQUE REINO DAS ÁGUAS CLARAS

DATA DA EXPEDIÇÃO: 18.01.2012
DESTINO: Estação Parque Reino das Águas Claras
LOCALIZAÇÃO: Município Pindamonhangaba – SP
COORDENADAS:  22°52’40.33″S 45°34’48.19″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim, em uso pelos trens turísticos da E.F.C.J.
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1972
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Campos do Jordão
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, é apenas uma estrutura de ferro com cobertura e bancos
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Claudinéia de Marchi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Vínhamos de Campos do Jordão sentido Pindamonhangaba quando decidimos conhecer a Parada do Parque Reino das Águas Claras. Pelo que vimos, outrora o local devia ser movimentado, mas naquele dia estava interditado devido a uma chuva (enchente se não me engano), e não pudemos ver nenhum fluxo de pessoas por ali. É uma parada simples, com telhas de amianto sobre uma estrutura de ferro e alguns bancos, está bem conservada, mas ao que parece o trem suburbano já não trafega mais por ali, restando apenas o trem turístico da E.F.C.J. que passa sem parar. Andei pelo local, vi uma gôndola G1 trafegando com trabalhadores e restos de árvores em cima (vide mini-filme), vi também algumas casas da vilinha que fica às margens da linha, e nada mais. É um lugar aprazível, embora tenha um ar decadente, até um pouco depressivo, mas de uma beleza ímpar. De lá, seguimos para Pindamonhangaba…

FOTOS DO LOCAL:


MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

GRANDE HOTEL

DATA DA EXPEDIÇÃO: 16.01.2012
DESTINO: Estação Grande Hotel (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Campos do Jordão – SP
COORDENADAS:  22°43’28″S 45°34’38″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1944
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Campos do Jordão
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, porém fechado
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Claudinéia de Marchi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Estivemos em Campos do Jordão e claro, aproveitamos para percorrer todas as estações e paradas de E.F.C.J. o que nos deu um prazer imenso. A parada Grande Hotel, fica bem em frente ao hotel-escola homônimo, que é um ponto referencial em gastronomia lá no alto na Serra da Mantiqueira. É um prédio conservado, que estava fechado e sem movimento, os trens que passaram enquanto estivemos por lá, não pararam, então não conseguimos saber se a parada estava funcionando ao não. Fica na principal avenida da cidade e vale a visita para que se interessa pelo assunto. De lá, seguimos para um almoço no famoso e badalado bairro de Capivari.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

VIOLA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 18.01.2012
DESTINO: Estação Viola (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Campos do Jordão – SP
COORDENADAS: 22°44’33.97″S 45°35’46.19″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim (em uso)
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1960
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Campos do Jordão
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, servindo de abrigo
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Claudinéia de Marchi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Viola é uma parada localizada na avenida Januário Miráglia em Campos do Jordão, sem grandes predicados estéticos. Hoje, é ponto de encontro de toda sorte de pessoas, já não serve mais como parada da E.F.C.J. há algum tempo, e quando estivemos por lá, estava fedendo, pichada e com um aspecto de abandono (mesmo estando numa área bastante movimentada da cidade e com pessoas o tempo todo ao seu redor). Viola um dia deve ter sido interessante, ter tido histórias, ter feito parte de trajetórias e cotidianos, hoje certamente não mais. É somente uma cobertura ao lado dos trilhos, sem personalidade, sem vida e sem graça… o que é uma pena.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

TORIBA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 17.01.2012
DESTINO: Estação Toriba (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Campos do Jordão – SP
COORDENADAS: 22°46’15.44″S 45°36’5.87″W (bastante aproximadas)
TRILHOS NO LOCAL: Sim (em uso)
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1943
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Campos do Jordão
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, muito bem conservado
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Claudinéia de Marchi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Um lugar lindo, é assim que descrevo a pequena estação (parada) Toriba. Esqueça o acesso por estrada, e também o caminho por dentro do hotel, que já não funciona mais (vide foto do portão abaixo), portanto, para quem quiser ter estas vistas maravilhosas, ou fará como eu (ir a pé pelo leito da linha) ou de trem partindo de Campos do Jordão ou Pindamonhangaba. Vale lembrar que Toriba já não funciona mais como parada há algum tempo, e de trem (para quem escolher esta opção) terá que observar tudo em movimento, o que é uma pena. A parada Toriba é uma plataforma com colunas em madeira (troncos) coberta por telhas e cercada de verde por todos os lados, a vista de lá é linda, mas a subida para se chegar até ela cobra o preço justo por tal momento contemplativo. Mesmo não havendo nada por lá (o portão de acesso pelo hotel já não dava sinais de uso há algum tempo), a beleza do local impressiona. Eu indico para quem gosta de ferrovias, contemplação e não liga de subir uns morrinhos de vez em quando.

FOTOS DO LOCAL:


MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

ILUSTRAÇÃO DO LOCAL:
Tendo como base as imagens reais de cada local colhidas pelo Projeto Estações Brasileiras, eu desenvolvo uma ilustração que retrate emocionalmente o espírito de cada estação/parada, ou mesmo do seu entorno, no caso de já não existirem mais. A intenção é que sirva de estímulo para a interpretação crítica de cada um, seja de forma positiva, negativa, carregada de saudosismo, ou mesmo de forma contemplativa apenas. Espero que curtam.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.