Posts encontrados com a Tag: "RAMAL DE MOCOCA"

MOCOCA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 05.10.2012
DESTINO: Estação Mococa
LOCALIZAÇÃO: Município Mococa – SP
COORDENADAS: 21°28’22″S 46°59’24″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1890
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, cercado e servindo como setor da prefeitura
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Pedro Gandra de Carvalho

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
A estação de Mococa fazia parte do Ramal de Mococa, e foi desativada por volta de 1966. Embora o nome fosse “Ramal de Mococa” ela não era o ponto final da linha, pois além dali, ainda havia outra estação chamada Canoas (aonde também estivemos numa outra ocasião), esta sim era o final, situada bem na divida entre os estados de São Paulo e Minas Gerais, junto a um aprazível vilarejo com acesso somente por estradas de terra. A estação é hoje um departamento da prefeitura municipal (oficinas, garagens, depósitos…) e, não se pode dizer que está em boas condições, mas está “utilizável” (vide fotos e mini-filme). É um lugar de acesso controlado e para entrar lá, tivemos que colocar em prática nossas habilidades sociais. Tentei por vezes argumentar com o porteiro, que me deixava solenemente falando ao vento, acerca da importância do Projeto e o legado (palavra da moda) que ele deixaria, mas nada disso tocou o coração seco do obtuso ser, porém foi neste último momento que tudo mudou, a poucos metros atrás de mim,  estava o responsável por todo o local e me ouviu tentando explicar os porquês do Projeto e a necessidade da entrada para que fizéssemos fotos e vídeos, e então ele me chamou, e fez o convite: “Entre, vou te mostrar tudo por aqui!”. daí por diante, a coisa toda mudou, o obtuso de plantão se transformou na pessoa mais interessada do mundo pelo tema ferroviário… meu Deus, que engraçado. Enfim, conheci todo o complexo, vi os detalhes do prédio, os frontões já sem os dísticos, as lousas ainda estão lá, mas as placas de altitude e quilometragem não, sendo que de um lado, foi construído um “puxadinho” de cobertura metálica, para abrigar caminhões de lixo, e do outro, uma rampa de concreto para a troca de óleo dos veículos. Por lá não há mais trilhos, mas aquele prédio inconfundível jamais deixará o local ser dissociado do universo ferroviário. O homem que me autorizou a entrar (o qual acabei esquecendo o nome, infelizmente), ainda fez a enorme gentileza de ligar o seu computador e me mostrar fotos de época do local, e me contar um pouco do que sabia sobre a ferrovia que um dia passou por ali. Agradeço aos dois personagens que permearam este relato, ao obtuso porteiro e ao seu superior, um pela capacidade inequívoca de expôr com clareza a sua limitação e arrogância, e ao outro pela atitude ativa e nobre que teve, e que, mesmo sem precisar, entrou na conversa e salvou esta história, que poderia nunca ter existido. Obrigado!

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER MOCOCA

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

VENERANDO

DATA DA EXPEDIÇÃO: 05.10.2012
DESTINO: Estação Venerando
LOCALIZAÇÃO: Município São José do Rio Pardo – SP
COORDENADAS: 21°31’22.62″S 46°54’24.77″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1909
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, restaurado, particular e servindo de moradia
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Pedro Gandra de Carvalho

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Venerando é uma estação muito bonita e encontra-se bem conservada até hoje, o que é raro. Estive lá, e pude ver o cuidado que os atuais proprietários dedicam a ela. É uma estação no padrão Mogiana, um prédio de tijolos aparentes pintados de amarelo, cercada, e com um jardim bem feito na sua frente. Como não pude entrar, não posso afirmar nada sobre as placas de quilometragem e altitude, ou mesmo as lousas, mas acredito que possam sim estar lá. O dístico está bem visível no frontão, e ao seu redor, um pouco à frente, somente algumas casas ainda resistem. Encontrá-la foi relativamente fácil, pois além de todos a conhecerem naquela região, ela fica às margens de uma rodovia asfaltada que vem de São José do Rio Pardo, sentido Mococa, mas pelo que vi, o asfalto não dura muito após a entrada para Venerando. Ao que parece, pelo menos esta estação, remanescente do extinto Ramal de Mococa, terá vida longa. Espero…

COMPLEMENTO ADICIONADO EM 25.04.2013 – Gentilmente enviado por Sérgio Trinca
“Em anexo estou lhe enviando fotos da Estação Comendador Guimarães tiradas de fita VHS, Estação de São José do Rio Pardo, Estação de Venerando, desmanche da estrada de ferro de Mococa e o trem tombado na estrada de ferro “Maria Fumaça”. Espero ter ajudado.”

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER VENERANDO

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.