Posts encontrados com a Tag: "GUARDINHA"

ANTONIO JUSTINO

DATA DA EXPEDIÇÃO: 19.05.2012
DESTINO: Estação Antonio Justino
LOCALIZAÇÃO: Município Altinópolis – SP
COORDENADAS: 20°57’16.74″S 47°12’19.93″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim, apenas em alguns trechos
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1924
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, restando apenas a caixa-d’água e a plataforma de concreto no meio do mato
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Vinicius Costa e Jeferson Tomaz Querino

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Antonio Justino está demolida e tomada pelo mato alto ao seu redor. Quando estivemos lá, antes de encontrá-la de fato, nos deparamos com um prédio, que somente depois viemos saber, que era o de uma escola, e por isso, quase o documentamos de forma equivocada. Graças ao espírito inquieto do “Benício”, parceiro de várias expedições, encontramos o ponto exato aonde se localizam os antigos restos da plataforma, um pouco adiante e mais “embrenhado” no mato, o que dificultou sensivelmente o acesso. Bem, andamos por todo o local, que é lindíssimo por sinal, pudemos ver as montanhas do sul de Minas Gerais, por onde serpenteava a linha da E.F.S.P.M. que ligava São Simão (e Ribeirão Preto)  à São Sebastião do Paraíso, tudo isso, ao som de um vento gostoso e um céu azul memorável. Por lá, ainda encontram-se a base da plataforma em frangalhos, a caixa-d’água e alguns pórticos, que não sei ao certo o que são. Próximo dali existe um lugar chamado: Serra da Mesa, que é um platô, com um “Cristinho” e uma capelinha em cima, de onde se tem uma vista maravilhosa e que vale a pena ser compartilhada. Depois de explorarmos todo o local, seguimos para nosso próximo destino, que era Guardinha, já postado aqui no site. É isso.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER ANTONIO JUSTINO

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

JOSÉ HONÓRIO

DATA DA EXPEDIÇÃO: 19.05.2012
DESTINO: Estação José Honório
LOCALIZAÇÃO: Município São Sebastião do Paraíso – MG
COORDENADAS: 20°54’53.24″S 47°04’10.24″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim, apenas alguns trechos
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1911
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, nada restou no local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Jeferson Tomaz Querino e Vinicius Costa

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Estivemos na região de São Sebastião do Paraíso em busca da estação José Honório, mesmo sabendo de antemão que ela havia sido demolida há anos, ainda assim, acreditávamos que poderíamos encontrar algo, nem que fossem apenas resquícios da sua plataforma, mas não, nem isso conseguimos. Chegamos ao local exato em que, segundo nossas pesquisas teria existido o antigo prédio, o local está dentro de uma fazenda por onde o antigo leito da Estrada de Ferro São Paulo e Minas passava (e ainda passa, apesar de desativado), pudemos chegar ao local e, hoje por lá, há apenas mato e uma cerca velha (vide fotos abaixo). Depois de algum tempo, fomos abordados por um casal (provavelmente donos do local, uma fazenda linda, diga-se de passagem), a quem perguntamos sobre a existência da estação, mas nada sabiam, a não ser “de ouvirem falar” que há muito, sim, houve uma estação por ali. Andamos, tentamos encontrar mais depoimentos, mas nada conseguimos, então de lá voltamos para Guardinha, onde conhecemos um Cristo e uma igreja que ficam no alto do Morro da Mesa, de onde se tem uma vista magnífica (vide fotos abaixo), desfrutamos de um simpático riachinho e seguimos nosso caminho.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER JOSÉ HONÓRIO

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

GUARDINHA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 19.05.2012
DESTINO: Estação Guardinha
LOCALIZAÇÃO: Município São Sebastião do Paraíso – MG
COORDENADAS:  20°55’2.58″S 47° 9’5.52″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim (apenas resquícios)
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1910
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, servindo como moradia e oficina
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Vinicius Costa, Jeferson Tomaz Querino

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Fomos para Guardinha seguindo o leito da antiga linha da Estrada de Ferro São Paulo e Minas e pelo caminho tivemos boas aventuras. Riachos, cachoeiras, pontes, montanhas, trilhas no areião, enfim, o dia foi bem agitado (vide mini-filme), subimos no Morro da Mesa, conhecemos a Igreja e o Cristo que existem lá em cima, e depois de tudo isso chegamos no nosso destino: Guardinha. Hoje a estação é uma oficina, com muitas carcaças de carros ao seu redor, e também está servindo de moradia. Andamos por lá, fotografamos o prédio, as marcações de quilometragem, altitude e a placa frontal logo na entrada da plataforma, o galpão ao lado da estação, que provavelmente era um antigo armazém, sem qualquer problema. Pudemos documentar o que restou da ferrovia naquele lugar, até que fomos abordados por um morador do local, que receoso, nos fez vários questionamentos quanto ao retorno dos trens por ali, que prontamente respondemos que seria bastante difícil, diante no cenário atual. Guardinha está praticamente abandonada, mas ainda inspira um certo charme. De lá, seguimos para José Honório…

FOTOS DO LOCAL:


MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.