19/08/14

SANTA OLÍVIA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 02.11.2012
DESTINO: Estação Santa Olívia
LOCALIZAÇÃO: Município Santa Rita do Passa Quatro – SP
COORDENADAS: 21°42’19″S 47°31’52″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1913
CONSTRUÇÃO: Companhia Paulista de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, porém não pudemos entrar na propriedade para conferir
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Claudinéia de Marchi, Roseléia Pereira e Thiago Samarino Lages

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Frustrante. Essa é uma das palavras que definem a nossa busca pelos resquícios da antiga estação Santa Olívia, no Ramal de Santa Rita. Santa Olívia foi a primeira estação do prolongamento do ramal em direção à Vassununga, construído pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, no ano de 1913. Andamos por toda a redondeza em busca de restos das fundações, plataforma, ou algo que pudesse comprovar que aqueles locais realmente foram ocupados pela estação e seu pátio, porém nada encontramos. O local marcado como tendo sido o ponto da estação, está dentro da Fazenda São José, a qual não fomos autorizados a entrar, sendo assim, tivemos que registrar apenas a entrada do local, pois foi o mais próximo que chegamos da “provável” localização do prédio. Ali, há uma construção pelo que pudemos comprovar através do Google Earth, mas somente indo até ela, é que conseguiríamos ver se tratava-se mesmo da estaçãozinha. Tudo indica que não era ali o local, pois um funcionário antigo da fazenda, nos indicou um ponto há uns 700 ou 800 metros, aonde existe uma árvore, que este sim, seria o local exato de Santa Olívia. Mas como saber? Registramos o que pudemos, a entrada antiga da fazenda, que fica exatamente em frente ao local indicado como tendo sido o da velha estação, alguns ângulos da própria fazenda e os seus arredores. Por lá não existe nada do leito ferroviário, nem trilhos, nem nada. O nome da estação tem a sua origem no nome da antiga dona das terras aonde ela estava instalada, Olívia Guedes Penteado, e o ramal permaneceu ativo até idos de 1959, graças ao cultivo da cana-de-açúcar e a produção leiteira da região, mas depois disso, perdeu a viabilidade econômica. Nossa busca por resquícios foi grande e… frustrante. De lá, seguimos para Santa Rita do Passa Quatro…

CURIOSIDADE SOBRE A LOCALIZAÇÃO:
SANTA_OLIVIA_EARTH

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER SANTA OLIVIA

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

7Comentários

  1. 19/08/14 às 21:44
    marcos antonio silva:

    estação santa Olivia ano de sua construção 1913 quanto tempo durou o seu funcionamento nesta região ao que parece de suas instalações nada restou para ser mostrado nos tempos de hoje se não bastasse a forma de não permite e mostras o local exato aonde funcionou a velha estaçao e seus vestígios ser quer ainda exista dentro desta propriedade particular esse e o retrato desse pais em não mostras para nos seguidores o que foi ou que possa existir da antiga estação santa Olivia que pena que não foi possível mais valeu Marcelo siga em frente não deixe que as barreiras da vida pare com esse projeto ate a próxima postagens.

  2. 22/08/14 às 19:28
    marcos antonio silva:

    belo cenário que fazia parte deste ramal da estação Santa Olivia mais afinal aonde foi para a antiga estação foi demolida ou esta escondida dentro desta fazenda isso e um mistério não e mesmo Marcelo ate mais.

  3. 08/10/14 às 1:49
    marcos antonio silva:

    ate nos dias de hoje eu não entendo que tantas ferrovias em nosso estado e pais foram desativadas por completo em diversas regiões belissimas e com grandes dasafil que foi nas suas construções num tempo de poucas tecnologias que esse colaboradores juntamente com seus engenheiros e mestres tinham em mãos para que tantos esforços para se construir essa maravilha sobre trilhos para que em pouco tempo de existencia por onde existiu fosse se acabar numa forma de não deixar pedra sobre pedra esse e um pais que não se importa na verdadeira historia sobre trilhos desse pais chamado brasil pais que se omiti em tantas causas para melhoria de seus povos que samos nos brasileiros que nascemos e crescemos com tantas desigualdade nesse belo pais que pouco se importa com seu patrimonio sobre trilhos e construções aonde existiu a esperança de muitos nesse transporte que vem sendo lapidado com o passardos anos ate mais marcelo abs.

  4. 18/02/16 às 12:32
    Eduardo Fernando Pavani:

    Bom dia pessoal, vi o esforço e a vontade de tentar mostra o melhor e mais belo das ferrovias construídas neste Brasil a fora.
    Estou aqui tentando ajudar vocês , pois gosto muito deste tema e estou também escrevendo um livro da minha família, descendentes italianos que usaram este ramal e moraram na fazenda São Jose, na época do café.
    Venho expor minha ajuda e minha dica. Não ficava dentro da sede da fazenda que vocês pesquisaram e sim próximo dali. Ficava na frente de três mangueiras centenárias que ainda resiste ao tempo ali no local. Ficava quase enfrente da entrada da Fazenda Aurora, onde se encontra um pequeno lago.
    Qualquer dúvida pode me ligar meu contato é 16-992389136.
    Valeu pessoal e sempre vai adiante com essas pesquisas para enriquecer ainda mais nossa historia.

  5. 21/02/16 às 20:36
    marcelo:

    Muito obrigado pela dica Eduardo. Vou postar este complemento com a sua informação. Se puder me enviar uma geolocalização pelo Google Maps, eu posto junto. Abs.

  6. 26/09/16 às 1:35
    Eduardo Pavani:

    Pessoal aqui é o Eduardo Pavani de novo com novidades que irão agradar os amantes de estações antigas e desaparecidas. Estive no local onde meu avô me deu a dica onde seria a estação Santa Olivia. Fui até o local indicado e achei as provas que tanto esperava achar, restos da antiga estação . Achei ali vários grampos de ferro, onde estes serviam para segurar os trilhos e pedaços de tijolos e telhas da antiga estação.

    Queria enviar as fotos mas não estou conseguindo.

  7. 08/11/16 às 21:34
    marcelo:

    Eduardo, me chame pelo Facebook inbox, que conversamos… marcelo tomaz

Deixe seu Comentário