29/11/11

CORONEL JOSÉ EGÍDIO VELHA

CEL JOSÉ EGÍDIO

Acompanhados pelo pequeno e muito desconfiado Kauã Gabriel (vide fotos e mini-filme) fomos conhecendo o lugar, com a própria Silvia como nossa guia. Ela nos contou diversas histórias, nos mostrou por onde exatamente o trem passava, nos mostrou algumas construções bem no fundo da estação que pareciam ser velhos tanques de lavar roupas e nos convidou para conhecermos a estação por dentro… >>

29/11/11

SUCURI

SUCURI

Desta vez, o areião venceu e para sairmos de lá, tivemos que encontrar uma rota secundária, o que claro, garantiu mais emoção à expedição. Chegar até Sucuri foi relativamente tranquilo (já voltar foi uma outra história) o Daniel é ótimo navegador e o Tio Zé ótimo tio, com isso achamos fácil o destino… >>

29/11/11

BENTO QUIRINO

BENTO QUIRINO

Bento Quirino é um distrito de São Simão bastante querido por mim, era lá que costumava passar finais de semana junto com os meus pais, lá tinha uma prainha (no rio Tamanduá, se não me engano) onde a linha do trem passava por cima, bem ao lado de uma mineradora. Com 5 anos de idade e de dentro da água, eu olhava o tamanho dos trens na ponte e me impressionava, como tudo parecia enorme naquela época… >>

29/11/11

SÃO SIMÃO VELHA

SAO SIMAO VELHA

Relativamente bem conservados, os prédios seguem o padrão arquitetônico antigo da Mogiana, que sempre dá um ar mais nobre ao lugar, o local tem bastante movimento, a antiga caixa d’água também continua lá… >>

29/11/11

SÃO SIMÃO NOVA

SAO SIMAO NOVA

Composições abandonadas complementam o lugar, dão um certo charme, mas um charme baseado em ferrugem, abandono, descaso, então pergunto: que charme é esse? Lá conseguimos boas imagens, boas fotos e uma boa história descrita no mini-filme acima, vale a pena assistir. De lá rumamos para Santos Dumont Nova… >>

29/11/11

GUATAPARÁ NOVA

GUATAPARA NOVA

Guatapará Nova (Cia. Paulista) é uma depressão só, tudo abandonado, tudo fedendo, lixo por todo lado, prédio ruindo, cobertura enferrujada, enfim, coisa feia mesmo. Estive lá por 2 vezes, sendo uma com o meu sobrinho Jeferson e outra com os meus amigos “Venicius” e “Fabito” e em ambas comprovamos a mesma situação. Guatapará Nova tem um ar pesado, por lá nada parece dar sinais de melhora, mesmo com o movimento diário… >>

29/11/11

EVANGELINA VELHA

EVANGELINA VELHA

De lá, apenas os cortes no braço por causa das folhas da cana e o sentimento de missão cumprida por termos feito o que nos propusemos. Eu e o Caleffi então voltamos a pé até o “Pretinho” (meu Fox 1.0 como já disse anteriormente) e seguimos para Biagípolis, lá sim tivemos boas experiências… >>

29/11/11

SANTA ROSA DE VITERBO

SANTA ROSA DE VITERBO

De lá, fomos tomar uma cerveja num depósito de bebidas da cidade, porque não encontramos nenhum restaurante aberto, mas valeu a pena, de tão gelada a cerveja quebrou o copo americano ao meio de forma milimetricamente simétrica. Imagino ter sido sinal de boa sorte, rerere… >>

29/11/11

SANTOS DUMONT VELHA

SANTOS DUMONT VELHA

Chegar até lá foi uma aventura, quase atolamos no areião das matas de eucalipto por diversas vezes, encontramos a estação Cerrado por acidente, já que pensávamos ser a Santos Dumont Velha, chegamos até ela após mais de 40 minutos andando pelo meio da mata sem encontrarmos alma viva, mas tudo isso foi bem recompensado no final… >>

29/11/11

CRAVINHOS NOVA

CRAVINHOS NOVA

Cravinhos ainda tem a caixa-d’água, a vila ferroviária (ainda em pé), a linha em atividade com trens circulando com frequência por ali, tem também um vagão abandonado numa linha lateral também abandonada compondo o cenário, e o melhor, o acesso é todo por vias asfaltadas. Vale muito a pena passar uns 10, 15 minutos por lá. De lá seguimos para o Empório Mult Mix em Ribeirão Preto… >>