29/07/14

MONTE CRISTO

DATA DA EXPEDIÇÃO: 04.07.2013
DESTINO: Estação Monte Cristo
LOCALIZAÇÃO: Município Monte Belo – MG
COORDENADAS: 21°21’18″S 46°24’01″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1914
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, cercado, servindo como residência e depósito
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Alexandre Neves, Pedro Gandra de Carvalho e Rodrigo Faustino

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Estivemos em Monte Cristo vindos de Monte Belo, enquanto explorávamos o Ramal de Juréia. A estação estava fechada, servindo de moradia de um lado e aparentemente de depósito do outro. Por lá, vimos muitos sacos espalhados pelo chão, que acredito eu, continham materiais para a reforma que estava em curso naquele momento. O local está cercado e fechado por uma porteira. Depois de muito esforço, conseguimos entrar e fomos autorizados a conhecer a estação. A plataforma coberta, ainda se encontra em bom estado, as  lousas de avisos também ainda resistem, os dísticos nos frontões, os recuos por onde passava o leito da linha, enfim, é um lugar que foi minimamente preservado. Não soube o motivo da reforma, nem o grau dela, e nem o quanto desfiguraria o local, mas não me pareceu que iriam mudá-la estruturalmente, e torci para que não mudassem mesmo. A estação foi desativada pelos idos de 1966 juntamente com o restante do ramal. Ela estava dentro dos limites da Fazenda Monte Cristo, hoje não sei ao certo se ainda está, mas bem próximo da sua entrada, há uma sinalização num pneu de trator (vide fotos) indicando a entrada da fazenda. Logo após a estação, no sentido de Monte Belo, há uma curva bem acentuada do antigo leito, que passa por uma mina d’água, aonde infelizmente não conseguimos chegar, e que diziam ter servido para o abastecimento das antigas locomotivas à vapor e também para os passageiros e trabalhadores da região. De lá, seguimos para Palméia, um lugar também bastante agradável…

PANORÂMICAS DA ESTAÇÃO:
Com o compromisso de oferecer o máximo de detalhes que puder colher cada local visitado, agora disponibilizo também imagens panorâmicas, para que tenham a sensação não só da estação, como também do seu entorno, espero que curtam.
PANORAMICA_MONTE_CRISTO_01

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER MONTE CRISTO

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

3Comentários

  1. 18/08/14 às 13:26
    marcos antonio silva:

    monte cristo de sua historia o que resta dela e apenas sua construção que aqui foi preservada para se mostrar um passado aonde a estrada de ferro predominava em muitas regiões de minas gerais não importando suas dificuldades para se chegar ao seu destino hoje tudo isso esta desativado o vai e vem das velhas locomotivas apitando soltando sua fumaça no seu percurso tudo acabou o que resta nesse lugar e sua construção da velha estação que envolvia transporte e progresso enquanto durou a suas atividades nesse segmento sobre trilhos o tempo passou para ela como muitas outras que aqui vemos nesses documentários monte cristo hoje esta em silencio sem vida por dentro e por fora de suas instalações esse e o futuro sobre trilhos nesse pais.

  2. 23/08/14 às 23:32
    marcos antonio silva:

    em 52 anos de atividades nesta região o que levou sua desativação nesse ramal o que percorria o que transportava nesse período de sua atividades nesse segmento sobre trilhos como se constrói um ramal para se levar esperança e progresso a diversos pontos e em pouco tempo esta nessa situação que estamos vendo muito esforços foram feitos para se construí esse ramal para que nos tempos de hoje tudo foi desativado como seria nesse pais se todas ferrovias que foram construídas no passado em diversas regiões fosse preservadas para outros fins como no transporte turísticos todos seriam beneficiados as população que surgiram com sua chegada em diversas regiões e municípios que hoje não tem mais esse transporte para se locomove tudo e feito proposital para se transporta em rodovias e não em ferrovias esse e o retrato sobre trilhos desse pais se constrói ao longos dos anos e ao mesmo tempo tudo e desativado sem explicação sem respeito a sua população a suas margens. ate mais.

  3. 08/10/14 às 2:19
    marcos antonio silva:

    o nome lembra um filme o conde de monte cristo hoje a realidade e outra nessa região a velha ferrovia desapareceu por completo mais por que o que aconteceu de verdade para se encerra o ciclo no tansporte sobre trilhos nesta região de tantos constraste e tantos desafil que foi em sua construção num tempo tão remoto e de tantas esperanças para muitos o tempo passou e o sonho tambem mais as lembranças vai permenecer na memoria de quem viveu essa historia nessa região sobre trilhos ate mais abs

Deixe seu Comentário