13/07/13

MONTALVERNE

DATA DA EXPEDIÇÃO: 04.07.2013
DESTINO: Estação Montalverne
LOCALIZAÇÃO: Município Muzambinho – MG
COORDENADAS: 21°20’10″S 46°29’55″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1916
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, restaram apenas algumas pedras no local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Alexandre Neves, Rodrigo Faustino e Pedro Gandra de Carvalho

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Montalverne foi uma estacão daquelas difíceis de encontrar. Uma porque já não existe mais, e outra, porque ninguém sabia ao certo o local aonde ela teria existido. Ainda assim, mediante às informações que tínhamos, fomos atrás, e mais uma vez, a combinação: Google + Google Earth + Wikimapia + Site Estações Ferroviárias do Brasil + Pesquisa de campo no local + Perguntas e perguntas, nos fez bem sucedidos no nosso objetivo. Por lá, nada restou a não ser alguns amontoados de pedras, resquícios da demolição do prédio e plataforma realizada pela prefeitura, para evitar que indigentes tomassem posse dele. Na referência encontrada nas nossas pesquisas (Wikimapia), a localização indicada está a uns 300 ou 400 metros do local exato, apontado para nós por uma moradora que passava a pé pelo local. Vendo os escombros, o amplo recuo e a foto de um senhor apoiando os pés nos restos da estação (Site Estações Ferroviárias do Brasil), percebemos enfim se tratar do mesmo local e assim documentamos o que havia por lá. Chegar até ela foi uma experiência incrível, vários desencontros, alguns desmatamentos, muito barro e lindas paisagens (vide mini-filme), assim costumam ser as nossas expedições, exigentes, porém gratificantes. Montalverne foi aberta em 1916, dois anos depois da inauguração do Ramal de Tuiuti (Juréia), durante o período de 2 anos da sua construção, chamou-se Santa Anna, e o nome definitivo Montalverne veio em homenagem a um frei local, de ascendência italiana (imagino eu). Também era o nome de uma grande fazenda da região. Por lá, fora aquela moradora que andava a passos largos e nos deu esta valiosa informação acerca do local, nada nem ninguém mais apareceu. De lá, seguimos para a estação central de Muzambinho, aonde fomos abordados pela polícia militar local e tudo mais, mas esta já é uma outra história…

CURIOSIDADE SOBRE A LOCALIZAÇÃO:
MONTALVERNE_EARTH

PANORÂMICAS DA ESTAÇÃO:
Com o compromisso de oferecer o máximo de detalhes que puder colher cada local visitado, agora disponibilizo também imagens panorâmicas, para que tenham a sensação não só da estação, como também do seu entorno, espero que curtam.

Local correto da antiga estação.

Local correto da antiga estação.

PAN_05

Local aonde seria Montalverne (errado).

Local correto da antiga estação.

Local correto da antiga estação.

Ao centro teria sido Montalverne (local errado).

Ao centro teria sido Montalverne (local errado).

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER MONTALVERNE

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

4Comentários

  1. 01/08/13 às 1:11
    marcos antonio silva.:

    BOA NOITE MARCELO que bom seria se ainda existi-se ainda a ferrovia nessa região seria um otimo ponto turistico nessa região não só para os visitante mas para os moradores dessa região por isso muitas cidades ao longo dessas ferrovias que foram desativadas estão sumindo do nossos mapa quem sabe algumas dessas possa ser reativadas algum dia vamos torcer boa sorte marcelo abraço.

  2. 27/08/13 às 4:20
    marcos antonio silva.:

    mais uma visita nestá que já foi é atualmente nada restou. como erá no passado a ferrovia nesté lugar de belos cenários o que leva anos para ser construido.em poucos segundos tudo desaparece a história a lembrança a luta o sonho de tantos que aqui depositaram seus desejós com tanto esforço nessa que um dia foi uma ferrovia.cortando esté cenário.de montanhas é plánice.é ao mesmo tempo ao fundo uma fazenda de gado. o que levou a sua completamente desátivações nesté trajéto dessa ferrovia nesté lugar.por qual mótivos que levam por completo desátivações desté patrimonio.abs.

  3. 09/12/13 às 19:21
    manoel messias diogo:

    eu nascí neste lugar entre montealverne e palmeia, onde existia um viaduto, isto em 1943 onde o meu pai era guarda no tempo da guerra. Não sei se ainda existe este viaduto.

  4. 16/10/14 às 20:58
    marcos antonio silva:

    aqui sua historia foi completamente apagada sem deixar vertigios nesta região por onde houve a magestade ferrovias tempo bom que foi interrompido por esses governantes que não sabe dar valor a essa historia ate mais marcelo abs.

Deixe seu Comentário