09/09/13

IPOMÉIA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 06.07.2012
DESTINO: Estação Ipoméia
LOCALIZAÇÃO: Município São Sebastião do Paraíso – MG
COORDENADAS: 21°00’02.7″S 47°00’50.9″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1914
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, completamente abandonado no meio do mato
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Vinicius Costa, José Antonio Thomaz, Pedro Gandra de Carvalho, Giuliano Martins Thomaz, Rodrigo Faustino e Alexandre Neves

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Ipoméia é uma planta da família das trepadeiras, e também uma estação localizada entre Tapir e São Sebastião do Paraíso, fica próxima a uma antiga pedreira da Fepasa, e ao seu redor existem várias construções abandonadas, como escola, galpões, casas de moradia, e uma vilinha ferroviária também. Tudo por lá está abandonado, o acesso é difícil, tanto que tivemos que estacionar a “Pretona” a uns 500, 600 metros, passar pela cerca de arame farpado enferrujado e abrir caminho mato adentro, até chegarmos ao local do prédio da antiga estacão, que também já foi conhecida como “Leôncio” no período da sua construção. Até chegarmos a ela, perguntamos a algumas pessoas que encontramos pelo caminho, se sabiam algo a respeito, mas nenhuma nos disse nada, simplesmente nunca tinham ouvido falar em estação por aqueles lados. Incrível, pois o local é enorme, com construções por todo lado e, mesmo tomado pelo mato, ainda é imponente, pujante, notável. Desbravamos cada canto do lugar, o Rodrigo, meu sócio e amigo, tomou  a frente e foi o primeiro a encontrar a estação, então fomos todos conferir o prédio, a caixa-d’água, as lousas, o frontão, os dísticos, a plataforma… tudo lá, ainda em pé e até que relativamente conservado, visto o seu estado de abandono. As placas de quilometragem e altitude não estavam por lá e os trilhos também não, entramos no prédio, na casa ao lado que deveria ter sido do chefe da estação (imagino eu) e pudemos sentir a energia do local. Em Ipoméia pude sentir o quão importante é este Projeto, sua força e relevância. A cada passo que eu dava por lá, um filme passava na minha cabeça imaginando quantas vidas e histórias aquele lugar abrigou, e olhar tudo aquilo reduzido a ruínas foi muito triste. De lá, seguimos para São Sebastião do Paraíso…

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER IPOMÉIA

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

2Comentários

  1. 16/09/13 às 0:02
    marcos antonio silva.:

    ano da sua construção 1914 o que ocorreu de lá pra cá com essa que já foi uma ferrovia nesse ramal.mais uma vez o que levou a sua desátivação por completo.quanto tempo levou para ser construida.quanto tempo durou a sua atividade.hojé o que podemos ver nesse dois estados são paulo é minas é um verdadeiro descaso por completo.com esse temá ferrovia .o que nós estamos vendo são velhas construções totalmente abandonadas no meio do mato até os trilhos foram retirados por completo nesse ramal.qual foi a espectativa de vida útil dessa ferrovia. o que se transportava naquela epoca .como podemos ver novamente são belos cenários em sua volta destá que já foi um dia uma grande ferrovia de longo percurso hojé tudo esquecido sem nenhuma utilidade até mesmo a escola que existia está completamente destruida.isso é o que podemos falar se constroi é ao mesmo tempo se abandona.por isso antes de desátivar esse meio de transporté que foi motivo de orgulho no passado tém que se pensar muito.tudo em sua volta no meu ponto depende da sua existencia nesse meio de transporté chamado ferrovia.se a ferrovia deixa de existir nessas regiões tudo se acaba por completo vilárejos cidades é sua atividades economica da região até mesmo os moradores deixar de existir nessas regiões.com qual sustento eles vão se manter.quando não mais existé esse meio de transporté chamado ferrovia.hojé a malha ferroviaria está se acabando em longos percursos qual interrese por trás disso.ferrovia passado de orgulho .presente é futuro inserto para quem depende desse meio de transporté.é mais quantos sonhos que ficaram para trás com sua desátivação esperança que não volta mais. abs marcelo fica com deus.

  2. 27/09/13 às 23:54
    marcos antonio silva.:

    olá marcelo boa noite mais um coméntarios sobre essas construções que um dia se chamou estações.hojé como podemos ver graças as suas inumeras viagens catalocando o que foi no passado as velhas sonhadas estações. hojé mais uma vez o que restou delas apenas esquecimento é um grande descasos com todas essas construções deste as estações é os vilárejos que estavam ao seu redor.é ao mesmo tempo que faziam parté de todas elas.mais uma vez marcelo quantas pessoas que ai estão bricando por morádia é nós que estamos do outro lado. vemos tudo isso se acabando por cabriços desses governos entra é sai é ninguém toma providencia ao menos em recupera essas velhas construções para servir de morádia.logicamente levando em considerações as estruturas como estão hojé é ao mesmo tempo o lugar onde se possa estalar essas pessoas que hojé não tem morádia digna para se morá como sempre.sai governo entra governo é ninguém ressolve nada.apenas o que for de seus interesse como ganhar mais 4 anos de mandato é não fazer nada para a população em geral.tanto em morádia é como no transporté pala ferrovia.mais uma vez apenas descasos emtudo isso que estamos vendo nessas reportagens.graças ao seu trabalho marcelo fica com deus boa sorté para todos nós.

Deixe seu Comentário