23/01/17

GUARÁ NOVA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 31.05.2014
DESTINO: Estação Guará Nova
LOCALIZAÇÃO: Município Guará – SP
COORDENADAS:  20°26’34.98″S  47°50’13.90″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim, em pleno uso
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1983
CONSTRUÇÃO: Ferrovia Paulista S.A.
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, apenas restos da plataforma ainda estão no local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Rodrigo Flores

O FILME:
“Aguardem!”

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Estive em Guará Nova acompanhado pelo também pesquisador ferroviário Rodrigo Flores, uma pessoa verdadeiramente interessada no universo ferroviário, porém de características particulares, que requerem muita paciência dos que estão à sua volta. Mas como o intuito do Projeto é fazer amizades e conhecer pessoas das mais diversas personalidades, convidei-o para me acompanhar não só nessa, mas em outras tantas expedições pela nossa região, onde vivemos grandes momentos. Guará Nova, está localizada às margens da Rodovia Anhanguera, no sentido de São Paulo atrás de um posto onde se vê uma enorme árvore na frente (Figueira?). Lá localizamos o ponto exato da plataforma aonde existiu o prédio da estação, que foi construído por volta de 1986 segundo pesquisas que fiz no site: www.estacoesferroviarias.com.br. Ali ainda existem as placas com os nomes da estação, já bastante enferrujadas por sinal e quase sem leitura, também vimos fundações que deveriam ser do prédio, e um grande recuo certamente utilizado pelos desvios, quando existiram, claro. Apesar de não haver nenhum prédio ali atualmente, imagino que o seu projeto deva ter sido semelhante aos demais construídos na época pela Fepasa, a maioria deles, sem alma e extremamente pragmáticos, com telhas de amianto e tijolos à vista, sem grandes acabamentos e nenhum adorno. Explorar o local foi interessante, havia trem estacionado, dia ensolarado e bastante motivação da nossa parte, o que garantiu boa aventura. Infelizmente Guará Nova é apenas uma lembrança para nós, pois nem mesmo para o maquinista da composição ela faz ou fez alguma diferença. Daquela expedição, aprendi que devemos ir até o fim nas nossas buscas, pois se estivéssemos desistido logo ao entrarmos no pátio repleto de mato, não teríamos encontrado o seu local exato e também percebi que nem sempre as pessoas são o que aparentam. Mas é a vida!

PANORÂMICAS DA ESTAÇÃO:
Com o compromisso de oferecer o máximo de detalhes que puder colher cada local visitado, agora disponibilizo também imagens panorâmicas, para que tenham a sensação não só da estação, como também do seu entorno, espero que curtam.
PANORAMICA_GUARA_NOVA_01

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER GUARA NOVA

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

3Comentários

  1. 28/02/17 às 2:26
    marcos antonio silva:

    Marcelo o que espera dessa historia ferroviaria nesse pais que privatizou nossas ferrovias que deixou nas mão de grandes empresas que ganharão essas licitações de mão beijadas por nossos governos que abadonou a verdadeira historia ferroviaria por onde surgiu tantas lutas para se levar progresso sonhos de tantos mais infelismente em nosso pais ate para se levar esse documentario voce marcelo ja passou por situações perigosas essa e verdadeira historia ferroviaria em nosso pais quando surge alguem para documentar e mostrar como esta o que restou de nossas ferrovias essa historia não pode ser filmada ou ate mesmo catalocada para que se possa mostrar o que foi de nossas ferrovias em nosso pais esse e o brasil onde tudo tem que ficar escondido e em silencio do descasos de nossos governos e empresas logisticas brasil esse e retrato.abs marcelo.

  2. 03/04/17 às 20:04
    José Carlos de Barros Rodrigues:

    Olá Tomaz: Acho que seu texto dá a entender que não há mais desvio no pátio de Guará Nova, o que é desmentido pela composição da VLI estacionada e por outras fotos. Ocorre que, ao que consta, o desvio mostrado sempre foi o único e bastante longo para dar desvio às grandes composições que por ali trafegam. Outra questão: No site “Estações Ferroviárias”, o próprio Ralph acena com a possibilidade de jamais haver existido uma edificação, mas simplesmente um vagão estacionado num desvio pequeno e exclusivo, funcionando como estação. Faz todo sentido, pela desnecessidade de construção daquela, pois o ponto não embarcava/desembarcava cargas e/ou passageiros e demais serviços de uma estação e se destinava apenas ao controle de trafego local dispondo, portanto de staff e telégrafo e/ou seletivo, ensejando nas suas fotos não aparecer a plataforma. A propósito, aquela caixa de alvenaria fotografada – ainda em pé – , quase com absoluta certeza liga-se a tubos de esgotamento sanitário e é onde despejavam os dejetos do vagão referido.
    Parabéns pelo site muito bem produzido e excelente veículo de conhecimento. Continue firme. Abraços!!!

  3. 21/04/17 às 22:49
    marcelo:

    Muito obrigado pelas informações José carlos, e continue por aqui! Abs!

Deixe seu Comentário