11/10/12

FIGUEIRA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 07.01.2012
DESTINO: Estação Figueira (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Serrana – SP
COORDENADAS: 21° 9’20.83″S 47°39’0.86″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1960
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Demolido, apenas poucos resquícios restaram no local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, José Antonio Thomaz, Pedro Gandra de Carvalho e Vinicius Costa

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Saímos bem cedo e seguimos para Figueira, cortando os canaviais da região de Ribeirão Preto e Serrana. Nessa andança, encontramos muita coisa bacana, dentre elas, os resquícios da velha estação, que na verdade, era uma parada da Estrada de Ferro São Paulo e Minas, situada no quilômetro 23 do ramal de Ribeirão Preto. Para acessá-la, tivemos que andar pelo leito da linha, pois de carro não se chega até o ponto exato. Deixamos a “Pretona” bem à frente do local e voltamos a pé, atravessando mato, subindo ribanceiras, andando sobre pontes, enfim, o dia tinha começado exigente, pelo menos no aspecto físico. Chegando até Figueira, pudemos observar os restos da antiga plataforma, cobertos pelo mato alto, alguns dormentes empilhados e mais nada. Nem placa, nem caixa-d’água, nada… apenas a linha telegráfica e seus postes ainda resistiam por lá, mesmo que parcialmente caídos, mas ainda estavam lá. Da velha parada mesmo, nada restou, mas seu entorno tinha beleza, seja por causa do riacho Tamanduá que passa bem perto e tem uma bela ponte, seja por causa do cenário em si, que apesar de cercado por cana, ainda oferecia belas vistas, ou mesmo pela jornada, que nos fez acordar de um jeito diferente naquele dia. Assistam o mini-filme, vejam a galeria de fotos, e me digam se não foi um dia legal… De lá, seguimos para Pio Alves.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

3Comentários

  1. 13/08/13 às 1:48
    marcos antonio silva.:

    novamente marcelo outro comentários sobre nossas ferrovias.ao meu ver esté trilhos estão bem conservados no seu documentários só faltou uma resposta. marcelo se está ferrovia ainda está em atividade nestá regiao o que ópera atualmente só cargas ou não.abs.

  2. 20/12/13 às 0:29
    andre:

    faltou vc tirar fotos do pé dessa torre

  3. 09/05/17 às 19:47
    Luiz Henrique:

    Eu tive o prazer de viajar pelo trem da linha São Paulo / Minas eu e minha familia embarcamos na estação de Altinópolis no dia 30 de dezembro de 1959 10 horas da manhã +- e desembarcamos na Estação Figueira 3 da tarde, 5 horas de viagem +/-. na serrinha depois da ponte do Rio Pardo que ainda existe, o trem andava tão devagar que eu e meu irmão queriamos pular e vir na caminhada, era mais rápido.mas nosso pai não deixou kk. O chefe da estação na época era o Deolindo, meu primo.

Deixe seu Comentário