17/09/13

CORDEIRÓPOLIS

DATA DA EXPEDIÇÃO: 10.02.2012
DESTINO: Estação Cordeirópolis
LOCALIZAÇÃO: Município Cordeirópolis – SP
COORDENADAS: 22°28’52.9″S 47°27’14.9″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim, em pleno uso
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1876
CONSTRUÇÃO: Companhia Paulista de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, totalmente abandonado e em ruínas
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Cordeirópolis foi uma estação marcante para mim, pois foi a primeira em que estive literalmente sozinho. Cheguei por volta das 6h da manhã estacionei a “Pretona” ao lado de um grande galpão que, depois fiquei sabendo, era um abrigo de locomotivas, e fui explorá-la. Por lá, talvez devido ao horário, não encontrei ninguém a quem pudesse perguntar detalhes e “causos” acerca do local, então fui andando pela linha, entrando no antigo prédio da centenária estação, olhando a sua plataforma ainda em pé, o enorme armazém ao seu lado, enfim, observando cada detalhe daquele lugar triste, mas que certamente um dia foi motivo de muitas histórias e memórias. As fotos e o mini-filme mostram bem o que foi visto por mim, mas a tristeza de se ver um prédio tão antigo sendo tratado com tanto descaso é tão grande, que faz com que repensemos muitas coisas. O prédio hoje está em frangalhos, nada além da sua estrutura de alvenaria sobrou por lá, é praticamente um esqueleto a céu aberto, “protegido” por uma cerca (?). O nome Cordeirópolis, muitos dizem derivar-se dos “cordeiros” que habitavam a região da estação na época de sua construção (cordeiros = fabricantes de cordas e não os animais homônimos), porém havia também uma fazenda com o mesmo nome, portanto podem escolher a origem que mais lhes agradar que não tem problema, rerere… Como um complexo férreo, a antiga estação e os seus arredores, são um lugar atraente para os que gostam do tema, mas quem não gosta verá apenas tristeza e abandono, misturados com ferrugem e mato alto. Será que eu estou fantasiando muito e a estação de Cordeirópolis é apenas isso mesmo? Infelizmente é bem provável… De lá, segui para Viracopos…

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER CODEIRÓPOLIS

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

4Comentários

  1. 20/09/13 às 1:23
    marcos antonio silva.:

    olá marcelo boa noite mais uma visita nesté tema que abrange o nome chamado ferrovia. hojé estou curtindo a nova postagem.do que foi uma estação no passado o que podemos ver novamente é um grande descaso com esse patrimonio de tantas glorias no passado.como podemos classificar de tamanho descaso com as ferrovias paulistas a maioria delas se encontra no total abandono ou não existe mais no seus trechos originais como no seu documéntarios.sobre esté tema ferrovias porque de tantos descasos com esse patrimonio que foi orgulho e o meio de transporté para se chegar a tantos lugares desconhecidos é ao mesmo tempo divicultoso. hojé mais uma vez são tantos descaso com esse patrimonio.que a maioria das desativações ocorreu na maiorias delas foi na região de são paulo é minas gerais.é mais marcelo nestá postagem que estou curtindo olhá o tamanho do descaso com essas construções todas construidas com tantos detalhes para que se hojé está nesse total abandono como podemos ver.porque os nossos governos estaduais é federal não criam um projeto para recuperar boa parte dessas ferrovias que se encontram nesse estado de abandono.hojé a nossa presidente dilma inaugurou um trecho de ferrovia chamado de ferronorte em mato grossense.é a nossa presidente ainda resaltou a vantagem de se transportá pela ferrovias a nossa produção agricola ligando rodovias é hidrovias ligando ainda o porto de santos para o escoamento de nossas produções agricola é industrais.então mais uma vez porque não recuperar a malha ferroviaria que se encontra no total abandono no estados de são paulo é minas gerais será que tem um jogo politico do meio disso está é a questão marcelo de tamanho descaso com nossas ferrovias principalmente no estado de são paulo quantas estão catalocadas no seu projetos é documéntarios sobre nossas ferrovias.porque mais uma vez não recuperar algumas delas em nosso estado para se transporta pelo menos o transporté de cargas é reativar é recuperar as velhas estações.ao longo dos anos de esquecimento desses governos vamos torce marcelo que a nossa presidente vejá o seu projeto algum dia é vejá o tamanho descaso desse patrimonio.abs marcelo fica com deus.

  2. 20/09/13 às 4:58
    marcos antonio silva.:

    ano de sua construção 1876 o que ocorreu nesses 137 anos de sua existencia destá ferrovias juntamente com a antiga é velha estação totalmente abandonadas pelo nossos governadores do passado é presente.ao que parece nada foi feito para sua conservação. quantos anos levou para sua construção em todos seus detalhes.quanto custou naquela epoca .quantas pessoas transitava por está estação na sua vida ativa .hojé mais uma vez o que podemos ver nessas construções são apenas descasos.porque então não recuperar para outros projetos sociais para a população dessa região ao que parece prefere deixar tudo isso no esquecimento.como sucata de um passado glorioso que não volta mais. mais uma vez porque então de tantos descaso com essas construções as margens destá ferrovias que por milagre ainda estão operando mesmo que não sejá no segmento de passageiros. olha o custo destá construções lá tras.será que nosso governado do estado não tem uma planilha de todas essas estações é ferrovias que estão no total descaso de abandono por completo ao longo de tantos anos de sua existencia.mais uma vez prefere deixar nessa situação essas construção que deu tantas alegrias aos seus usúarios nesse ramal. quando também se transportava passageiros quantos sonhos é esperança que ficou para trás com sua desátivação. pelo que podemos ver nessa reportagens é o total abandono com essas construções bém detalhadas.o que restou para ela velha solitária estação que no passado foi orgulho. hojé mais uma vez são apenas descaso com dinheiro público. é de total abandono com esse patrimonio.que levou espiração na sua construção no passado.o que restou para esses moradores destá regiões em relação a velha estação.apenas saudades que não volta mais.abs.

  3. 01/09/15 às 19:20
    VALQUIRIA GIROTO DE FRANÇA:

    Boa tarde!
    Sou estudante de último semestre de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Anhembi Morumbi. Escolhi para meu TFG esta Estação, que por sinal, estou inteiramente apaixonada por ela. Confesso que chorei agora ao assistir ao seu filme.
    Tenho como propósito de projeto promover a recuperação da Estação e utilizar as edificações abandonadas para uma finalidade que mantenha viva a história do Pátio Ferroviário de Cordeirópolis associando-as a área livre do Pátio para uma utilização digna e que traga este espaço de volta para a população da cidade. População, alías, que foi conivente com o poder público em deixar este Patrimônio chegar aonde chegou.
    Bem, só gostaria de deixar aqui meu elogio ao seu trabalho e dizer que existe mais alguém interessado em recuperar esta Velha Senhora.
    Obrigada

  4. 09/09/15 às 2:27
    marcelo:

    Oi Valquiria, que bom saber dessa notícia. Tento na medida do possível fazer algo mostrando o estado destas jóias históricas espalhadas pelo Brasil. Abs e se puder me ajudar a divulgar o Projeto, te agradeço.

Deixe seu Comentário