Posts encontrados na categoria: S

04/04/17

SAMPAIO MOREIRA

SAMPAIO_MOREIRA

Estive em Sampaio Moreira acompanhado por dois amigos, o Miguel e o Luiz André, num dia lindo de inverno e o que vi naquele lugar me encheu os olhos. A estação construída em 1912 pela Companhia Mogiana no Ramal de Cajuru, servia para escoamento de produtos da região, em especial o café e era a penúltima no sentido final, o de Cajuru. Localizada dentro da Fazenda Santa Cecília, está em pé, mantendo sua arquitetura original e relativamente bem cuidada, apesar de não haver um uso específico para o prédio. Plataformas, dísticos, frontões, assoalhos, guichês, lousas e algumas construções ao fundo, compõem o cenário ferroviário do local. Da caixa-d’água, apenas a base está lá e os trilhos já se foram também. Ali, o trecho foi desativado em 1966 e de lá para cá, a sorte da estação, foi estar numa propriedade onde visivelmente se dá valor ao passado. Andei pelo lugar, vi uma espécie de museu composto por ruínas de usina, terreiros, a própria estação, enfim, tudo conservado e exposto a quem ali conseguir chegar. Muito embora haja uma cerca e um portão enorme, entrei sem problemas… >>

27/11/16

SANTA VIRGINIA

SANTA_VIRGINIA

Santa Virginia fica próxima a Ponta Porã, na divisa do Brasil com o Paraguai, bem perto ou talvez até mesmo dentro da Fazenda Itamarati, onde existe um assentamento homônimo. Pesquisando sua localização, encontrei marcações conflitantes e ao chegar no local, pude comprovar que realmente estavam equivocadas, mas ainda assim, foram de grande ajuda pois me levaram praticamente ao lado dela. Distando cerca de 1km da marcação que encontrei na internet, no sentido de Ponta Porã, o prédio ainda está de pé e resiste ao tempo da maneira que dá. Completamente abandonado e com o telhado já caído, do complexo arquitetônico da estação, apenas a sua caixa-d’água ainda tem utilidade, servindo a uma chácara vizinha. Andei por lá, explorei, vi a tristeza que é companheira presente nesse cenário, andei pela plataforma já sem cobertura, li seus dísticos ainda bem perceptíveis, pois quando são feitos no estilo “relevo” dificilmente se acabam…>>

14/07/16

SUINANA

POSTER SUINANA

Estava voltando de uma reunião de trabalho em São José do Rio Preto sentido Ribeirão Preto, quando decidi encontrar Suinana. Suinana? Mas o que seria Suinana afinal? Não sei até agora. Mesmo depois de boas pesquisas não consegui descobrir o significado da palavra. Poderia especular que seja algum nome de origem indígena, de algum tipo de planta, árvore, cobra? Enfim, como saber? Suinana fazia parte do Ramal de Nova Granada, desativado em 1966 e desde então a pequenina sobrevive, e digo mais, de forma louvável, pois está bem conservada e ainda servindo aos moradores da pequena vilinha…>>

19/10/15

SAN CARLOS*

SAN CARLOS

O prédio hoje serve como residência porém, seus moradores não estavam presentes e, apenas um cão fazia as vezes de vigia, como já é praxe nestas incursões a que me proponho a fazer. Plataforma, linhas, placas de concreto, postes, armazém metálico (típico daquele país e também da Argentina), casa do chefe da estação, enfim, tudo ainda lá, agonizando mas vivo. Não existem os dísticos (talvez pela arquitetura do prédio? Enfim, não sei o motivo…), nem vagões, nem trens, nem nada sobre os trilhos por ali. Andei, explorei, fotografei, filmei, tentei encontrar alguém a quem recorrer para obter informações mais detalhadas, mas não consegui. Enfim, as informações são mesmo escassas, espero que curtam pelo menos as imagens… >>

19/08/15

SERRA AZUL

SERRA AZUL

Estive em Serra Azul com o meu sobrinho Jeferson e pudemos ver o estado do velho prédio da sua antiga estação. Numa parte, vivia uma família, na outra estava fechado. A estação está em bom estado, com a plataforma, cobertura, placas de altitude e quilometragem, dístico, portas, batentes, enfim, tudo ainda lá. Pouco à frente, perto de um bar, sob uma grande árvore, possivelmente uma Figueira, está a caixa-d’água e sua base de tijolos aparentes, ao que pareceu, ainda em uso. Lembro-me como se fosse hoje, da vontade que tive de tomar uma cerveja gelada ali naquele bar, embaixo daquela árvore imensa… >>

19/08/14

SANTA OLÍVIA

SANTA_OLIVIA

Frustrante. Essa é uma das palavras que definem a nossa busca pelos resquícios da antiga estação Santa Olívia, no Ramal de Santa Rita. Santa Olívia foi a primeira estação do prolongamento do ramal em direção à Vassununga, construído pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, no ano de 1913. Andamos por toda a redondeza em busca de restos das fundações, plataforma, ou algo que pudesse comprovar que aqueles locais realmente foram ocupados pela estação e seu pátio, porém nada encontramos. O local marcado como tendo sido o ponto da estação, está dentro da Fazenda São José, a qual não fomos autorizados a entrar, sendo assim, tivemos que registrar apenas a entrada do local, pois foi o mais próximo que chegamos da “provável” localização do prédio… >>

20/12/13

SANTA ESMÉRIA

SANTA ESMERIA

Era bastante improvável que a estação ficasse aonde estava inicialmente marcada no mapa (vide imagem abaixo), pois era morro acima, e num grau de elevação muito além dos padrões normais que uma ferrovia sem cremalheira suporta. Da primeira vez, encontramos um senhor que estava exatamente no local aonde deveria estar a estação, e ao ser questionado por mim, disse que ela tinha existido sim por ali, mas era mais para baixo, a uns 500 metros. Desconfiado de que ele não nos queria xeretando nada por lá, fui até o local apontado e nada encontrei… >>

03/11/13

SANTOS U.P. (CONCEIÇÃOZINHA)

SANTOS_UP

Sem muitas informações sobre o local, esta U.P. Santos está localizada no Sítio Conceiçãozinha, na Avenida Santos Dumont, que liga o porto das balsas no distrito de Vicente de Carvalho a Santos, do outro lado do canal. Antigamente era o leito do Tramway do Guarujá quem trilhava aquele caminho, inclusive com estações já há muito demolidas por aquela região… >>

28/06/13

SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO (E.F.S.P.M.)

SAO SEBASTIAO DO PARAISO EFSPM

São Sebastião do Paraíso a cidade propriamente dita, possuia duas estações, sendo uma da Mogiana e outra da São Paulo-Minas, e é desta última que vamos tratar agora. Construída em 1911, ela chegou antes na cidade, e ocupava lugar de destaque por lá. Estava e está até hoje situada na mesma avenida (ex-leito ferroviário) da outra estação (Mogiana), ficando distante cerca de uns 600 metros uma da outra. Hoje a estação serve de sede ao Corpo de Bombeiros Local, está bem cuidada e ainda mantém parte das suas características originais… >>

25/04/13

SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO (MOGIANA)

SAO SEBASTIAO DO PARAISO MOGIANA

A estação da Cia. Mogiana fica na mesma avenida a alguns metros (500 ou 600 talvez?) da outra estação da cidade, a da E.F.S.P.M. (Estrada de Ferro São Paulo e Minas), que é mais antiga e por onde nós também passamos no mesmo dia para conhecer. De lá, trouxemos a imagem de um prédio íntegro, muito belo, e que bem conservado como está, pode oferecer muito ainda aos seus visitantes. É uma opção interessantíssima para quem estiver por lá, seja ou não um entusiasta do tema ferroviário.