Posts encontrados na categoria: L

25/03/17

LAGOA BRANCA

LAGOA BRANCA

Esta estação fez parte da minha infância justamente pelo inusitado do seu nome: Lagoa Branca! Mas como uma lagoa pode ser branca, perguntava eu ao meu saudoso avô Pedro, em muitas das nossas viagens entre Ribeirão Preto e Aguaí. Eu passava por Casa Branca, por Lagoa Branca e daí já imaginava qual outra “Branca” surgiria pela frente naquelas viagens maravilhosas que fazíamos mensalmente. Que tempo! Lagoa Branca é um distrito de Casa Branca, e ali nas redondezas também existe um vilarejo chamado “Venda Branca”, também componente do clã “Branca”, imagino eu. Mas de volta a estação, tudo ali está parado no tempo, o prédio relativamente bem conservado, a plataforma coberta e funcional, os dísticos, caixa-d’água, ladrilhos, frontões, placa de altitude e quilometragem, desvios, enfim, um pátio ferroviário completo… >>

06/02/17

LA FLORESTA*

LA_FLORESTA

A estação La Floresta está a pouco mais de um quilômetro do balneário homônimo, na antiga e desativada linha que ligava Montevideo a Punta del Este. Com uma população de aproximadamente 1.500 habitantes, o local está entre as estações de Parque del Plata e Piedras de Afilar, bem no meio de uma floresta (?) de eucaliptos, de onde imagino derivar o seu nome. Fui até lá acompanhado da Néia, minha esposa e por lá, explorei todo o local, atualmente convertido em uma espécie de pronto-socorro, fechado naquele dia. Um armazém feito de chapas de metal, bem ao estilo de outros que vi por lá, completava o complexo da estaçãozinha, com postes de sinalização férrea, linha ainda com lastro, dormentes e trilhos seccionados e algumas placas. É um local tranquilo, e que deixa claro a passagem do tempo, gerando uma certa melancolia. Como o céu estava nublado, é possível que o ar de abandono, misturado com ferrugem tenha me contaminado um pouco… >>

15/10/15

DR. LORENZO CARNELLI*

DCIM100GOPRO

Dr. Lorenzo Carnelli está pouco à frente da estação central (General Artigas), no sentido do bairro Peñarol. Seu nome é uma homenagem a um político e advogado uruguaio falecido em 1960. A estação, pelo que pude perceber, é uma base de controle da AFE (Administración de Ferrocarriles del Estado) e por lá, existem vários desvios e ramais ainda ativos. O lugar é bem no meio da zona portuária de Montevideo e deve possuir um movimento relativamente alto de trens de carga, porém no dia em que estive por lá, não havia trens em atividade. Andei pelo local, fui logo colhendo imagens e vídeos, pois um segurança que estava “me mirando” de dentro de uma cabine, de bate-pronto já me olhou e ficou me acompanhando o tempo todo, bem desconfiado das minhas intenções por aquelas bandas. Depois de alguns poucos minutos explorando, fui até próximo dele e, adivinhem? Fui convidado a retirar-me dali… >>

30/09/15

LOUZADÓPOLIS

LOUZADOPOLIS

Também zanzei por ali, documentei o local da melhor maneira que pude e segui com o meu sobrinho Jeferson para Canaã Nova, que fica assentamento adentro.O que não me ficou claro, era se Louzadópolis era uma estação e Santa Maria era outra, ou se ambas eram uma só e o nome foi se alterando informalmente com o passar dos anos. Vi que o nome Louzadópolis era devido a um coronel local chamado Louzada, sendo assim: “Cidade do Louzada”, bem como em outros lugares há Biagípolis, Pradópolis, Martinópolis… Tudo isso ressaltando claramente a humildade do pessoal da época, rerere…>>

18/05/15

LA SABANA*

LA_SABANA

O entorno é bastante popular, com muita gente por todo lado e, o motorista do táxi me alertou por diversas vezes, sobre o perigo de se fotografar ali, pois os meliantes poderiam me abordar a qualquer momento, visando não só o meu celular, como também a minha carteira ou mesmo algum possível dinheiro que estivesse levando. Como não sou covarde mas também não sou besta, tratei de fazer cara de mau, estufar o peito, colher rapidamente o material e seguir a vida. Deu certo… >>

19/05/14

LORETO

LORETO

Ali também localizava-se um horto da Companhia Paulista, servido pela estação. Normalmente as Companhias Ferroviárias da época mantinham vários hortos para a produção e utilização de lenhas para dormentes e combustível de locomotivas a vapor. Andamos por todo o local, que fica atrás de uma Companhia de fertilizantes, fomos até a ponte férrea, sobre um rio que passa a uns 300 metros do local da estação, no sentido de Araras, atravessamos a ponte… >>

09/12/13

LUZ

LUZ

Conhecer a estação Luz foi uma experiência incrível. É um prédio centenário, que serviu como sede da São Paulo Railway ou “Inglesa”. Assim era comumente conhecida nos idos de 1900 a Companhia que construiu a estrada de ferro, que ligava a cidade de São Paulo ao litoral, mais precisamente a Santos, por onde escoavam as sacas de café que vinham do interior de São Paulo. Andamos por lá, vimos cada detalhe, e o capricho com que foram construídos cada componente da estação, que teve a sua parte metálica toda vinda da Inglaterra em módulos para serem montados aqui… >>

25/09/13

LUÍS ANTÔNIO

LUIS ANTONIO

A pequenina cidade tinha aquele típico clima interiorano, com pessoas andando pela praça, senhores jogando baralho e um jogo de futebol acontecendo num campinho próximo. O calor era escaldante e o céu azul anil, o que deixou as imagens extremamente belas. A estação de Luís Antônio é uma construção típica da Cia. Mogiana, com seus belos frontões imponentes (já sem os dísticos) e uma ampla cobertura de plataforma lateral. Seu nome (Luís Antônio) deriva-se do nome do antigo proprietário da Fazenda Jataí… >>

05/09/12

LARANJA AZEDA

LARANJA AZEDA

Estivemos em Laranja Azeda e pudemos ver o que sobrou da velha estação e da vila ferroviária a sua volta. Construída pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, a estação ainda encontra-se em pé, mas muito depredada, e ao seu redor, famílias inteiras habitam as casas da antiga vila. Estava tudo muito sujo e percebemos ali muita carência. Ainda assim, fomos muito bem recebidos pelos moradores… >>