Posts encontrados na categoria: G

23/01/17

GUARÁ NOVA

GUARA NOVA

Infelizmente Guará Nova é apenas uma lembrança para nós, pois nem mesmo para o maquinista da composição ela faz ou fez alguma diferença. Daquela expedição, aprendi que devemos ir até o fim nas nossas buscas, pois se estivéssemos desistido logo ao entrarmos no pátio repleto de mato, não teríamos encontrado o seu local exato e também percebi que nem sempre as pessoas são o que aparentam. Mas é a vida…>>

02/10/15

GENERAL ARTIGAS*

GENERAL ARTIGAS

Inaugurada em 1897, a Estação Central General Artigas encontra-se atualmente abandonada e servindo apenas como abrigo de mendigos ao redor da sua imensa e imponente fachada/marquise. Pilastras grandiosas, sinalização dos guichês de venda de bilhetes, suportes das placas da época, mãos-francesas, enfim, tudo isso ainda resiste por lá, junto com o incrivelmente forte odor de urina e fezes, que satura o local… >>

15/06/15

GARZÓN*

DCIM100GOPRO

Pueblo Garzón é uma cidadezinha ao melhor estilo “Velho Oeste” americano, situada no Departamento (estado/província) de Maldonado – UY e por lá vivem hoje, cerca de 198 pessoas, que pelos idos de 1908 eram em torno de 2.000 e muito dessa densidade populacional provavelmente deveu-se à ferrovia. Hoje a cidade (Pueblo ou Vila, como quiserem) está praticamente abandonada e o principal atrativo é o Restaurante e Bodega “El Garzon” do Chef argentino Francis Mallmman, local aonde pudemos conhecer rapidamente, pois tínhamos que seguir nossa jornada. Também existem vinícolas por lá. A estação, hoje desativada, está localizada fora da vila, porém logo na entrada, vindo por uma estrada de terra batida. Está em pé, com placas, pátio, plataforma e um frontão de entrada lindíssimo. Outro elemento de charme são as enormes palmeiras que nos acompanham até o prédio e lá nos fazem companhia durante a exploração do lugar… >>

07/11/14

GUARANTÃ

GUARANTA

Guarantã em Tupi significa “madeira dura” e é também o nome desta estação da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (NOB), que não só batizou a pequena cidade, como também a fez nascer. Na estação, encontrei pessoas morando na parte de trás da plataforma, na face voltada para a rua, enquanto um escritório da concessionária do trecho ocupava a parte da plataforma. Andei por lá, vi tudo com cuidado, seus frontões, dísticos legíveis, a plataforma, as linhas, uma casa que provavelmente era do chefe da estação, com uma “garagem” ao lado, aonde estava estacionada uma máquina de manutenção férrea, que não sei para qual finalidade específica ela serve, a caixa-d’água, o amplo recuo de calçamento basáltico… >>

09/12/13

GENERAL BROWN (PARADA CAMINITO)*

GENERAL BROWN

A estação General Brown foi inaugurada em 1866 pela Ferrocarril Buenos Aires al Puerto de La Ensenada, e hoje encontra-se demolida. Esta pequena parada, está construída a poucos metros do local da estação original que era mais a frente, na esquina com a Calle Olavarría… >>

13/11/13

GUAIUVIRA

GUAIUVIRA

Chegamos à Guaiuvira vindos de Cresciúma e a caminho de Sales Oliveira e lá, encontramos uma das mais belas jóias do passado ferroviário da região. Com um prédio ainda imponente, típico padrão arquitetônico da Cia. Mogiana, Guaiuvira foi uma estação do Ramal de Igarapava, e nela existiram vários tipos de comércio em atividade entre sua abertura no ano de 1900 e seu fechamento em 1979. Eram hospedaria, selaria, bar, restaurante, farmácia, enfim, a estação, como tantas outras, era um ponto de conveniência para os que viajavam pelo ramal e claro, também para os moradores locais… >>

23/09/12

GATO PRETO

GATO PRETO

A antiga estação Gato Preto levava o nome do bairro homônimo situado na cidade de Cajamar, e foi construída para transportar a cal produzida ali, para a linha da São Paulo Railway em Perus, São Paulo. Depois de muita pesquisa em diversos sites, decidi ir até lá e ver de perto tudo o que tinha sobrado daquele projeto, que inicialmente tinha o intuito, ou melhor, pretexto de ligar Perus a Pirapora do Bom Jesus, para transportar romeiros, mas que jamais foi concluída, tendo assim, Gato Preto como seu ponto final e nunca Pirapora do Bom Jesus. Segui para lá juntamente com meu sócio Daniel Calil, andamos pelos arredores, aonde fomos bem recebidos pelos moradores locais e tivemos até o apoio de um deles como guia (vide a voz dele no mini-filme, descrevendo o local), o que facilitou muito a nossa expedição… >>

14/09/12

GUARDINHA

GUARDINHA

Fomos para Guardinha seguindo o leito da antiga linha da Estrada de Ferro São Paulo e Minas e pelo caminho tivemos boas aventuras. Riachos, cachoeiras, pontes, montanhas, trilhas no areião, enfim, o dia foi bem agitado (vide mini-filme), subimos no Morro da Mesa, conhecemos a Igreja e o Cristo que existem lá em cima, e depois de tudo isso chegamos no nosso destino: Guardinha… >>

06/08/12

GRANDE HOTEL

GRANDE HOTEL

Estivemos em Campos do Jordão e claro, aproveitamos para percorrer todas as estações e paradas de E.F.C.J. o que nos deu um prazer imenso. A parada Grande Hotel, fica bem em frente ao hotel-escola homônimo, que é um ponto referencial em gastronomia lá no alto na Serra da Mantiqueira. É um prédio conservado, que estava fechado e sem movimento… >>

29/05/12

GAVIÃO GONZAGA

GAVIÃO GONZAGA

Pontes antigas sobre pequenos riachos, estufas de flores, lagos com carpas e trutas, pinheiros enormes, araucárias, tudo isso no meio de montanhas enormes, assim é o entorno de Gavião Gonzaga. A estaçãozinha em si (parada), não diz muita coisa, pois é somente uma plataforma de pedras antigas, mas as casas da vila ferroviária em frente, dão um toque todo especial ao lugar. Caminhar por lá foi irresistível… >>