26/05/12

CAPEVA

DATA DA EXPEDIÇÃO: 22.10.2011
DESTINO: Estação Capeva
LOCALIZAÇÃO: Município Serrana – SP
COORDENADAS:  21°11’16.06″S 47°35’28.69″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim (sem uso, apenas restos da extinta E.F.S.P.M.)
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1928
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro São Paulo e Minas
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, mal conservado e atualmente servindo de moradia
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e  Jorge Luís Caleffi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Capeva está localizada na saída da cidade de Serrana sentido Altinópolis, o prédio é bem visível da estrada, fica ao lado direito de quem segue para Altinópolis há uns 200 metros do asfalto. Famílias ocupam a velha estação e também algumas casas da vila ferroviária que ainda resistem. Eu e o Caleffi estivemos por lá e pudemos ver e sentir o cheiro do abandono, de coisas que antes serviam, e hoje não mais. Capeva é basicamente o que as fotos mostram, um prédio velho, habitado por gente humilde, que ali se acomodou do jeito que deu. Em Capeva tem a estação, a caixa d’água, a plataforma, os dísticos, placas com o seu nome, sendo uma completamente enferrujada e outra pintada de azul pelos próprios moradores. Martinópolis era o seu antigo nome, e por lá, crianças brincavam dentro da velha caixa d’água cheia, enquanto colhíamos informações sob um sol escaldante de 40°. Preciso deixar claro aqui uma coisa, senti muita inveja delas naquele momento. De lá seguimos para casa em busca de uma cerveja gelada, afinal somos pesquisadores ferroviários, não de ferro né?

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.

ILUSTRAÇÃO DO LOCAL:
Tendo como base as imagens reais de cada local colhidas pelo Projeto Estações Brasileiras, eu desenvolvo uma ilustração que retrate emocionalmente o espírito de cada estação/parada, ou mesmo do seu entorno, no caso de já não existirem mais. A intenção é que sirva de estímulo para a interpretação crítica de cada um, seja de forma positiva, negativa, carregada de saudosismo, ou mesmo de forma contemplativa apenas. Espero que curtam.

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

3Comentários

  1. 01/08/12 às 14:17
    Mateus Gacia Titoto:

    Bom Dia

    Gostaria muito que ‘algum de pode’ ou pelomenos ‘algum de coragem’, fasia alguma coisa para nossa ‘Estaçãozinha(Capeva). Pois aquele estado de abandono não dá pra fikar concorda, estou me recorrendo ha voçes pois voçes tem uma arma na mão vc´s tem o poder, e nesse ano de politica poderiamos conseguir alguma coisa, pelomonos uma tinta e alguns rolos para nos mesmos pintar, da uma ‘garibada láh. Tenho cavalo la, por isso me preocupo com nossas origens

    Obrigado.
    att, Mateus G. Titoto

  2. 19/08/13 às 3:05
    marcos antonio silva.:

    ao olhar mais uma estação desativada de longo percuso fico imaginando por qual mótivo de tantos abandonos com esse património que levou anos para sua construção e derepente tudo parado sem transportá absolutámente nada quanto se gastou na epóca para sua construção.é o que podemos ver são os trilhos cobertos pela vegetação placas de sinálização ao longo dessa ferrovia será que existé algum trens do outro lado esperando libéração para travegar novamente acredito que não.são esses casos que aqui estámos vendo com descaso mais uma vez com o dinheiro público.com esses casarão completamente á própria sorté de quém é a responsabilidade de tantos casos semelhantes.abs

  3. 22/04/15 às 0:09
    marcos antonio silva:

    porque a historia de nossas ferrovias esta se acabando em tantas regiões de nosso estado os longos percursos que existia no passado não existe mais hoje e outra realidade este lonho percurso que se fazia atraves da malha ferroviaria não e mais possivel simplesmente jogaram tudo atraves das rodovias entre são paulo e minas gerais hoje e outra realidade abs

Deixe seu Comentário