30/12/13

CACIQUE

DATA DA EXPEDIÇÃO: 17.01.2012
DESTINO: Estação Cacique (Parada)
LOCALIZAÇÃO: Município Campos do Jordão – SP
COORDENADAS: 22°46’32″S 45°36’06″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim (em uso)
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1930
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Campos do Jordão
STATUS DO PRÉDIO: Não há prédio, somente uma pequena plataforma quebrada (estribo)
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz e Claudinéia de Marchi

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
A Estação Cacique (Parada), já não é utilizada pelos trens turísticos da E.F.C.J. há muito tempo. Hoje é apenas um estribo de cimento e tijolos (quebrados), ao lado da placa que marca o local, como o ponto ferroviário culminante do Brasil. Já se chamou Alto do Lajeado e foi ponto final da linha de trens de subúrbio de campos do Jordão, pelos idos de 1950/60. Hoje, está às margens da estrada velha que liga Campos do Jordão à estação Eugênio Lefèvre em Santo Antônio do Pinhal, bem próximo mesmo da estrada, numa passagem de nível aonde se tem uma entrada de serviço do Hotel Toriba. Andamos por lá, vimos cada detalhe, passamos frio, documentamos tudo e seguimos para Gaviã0 Gonzaga, que certamente vale o clique!

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER CACIQUE

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

12Comentários

  1. 03/01/14 às 20:40
    marcos antonio silva:

    aqui mais um coméntario no ano que começa.no segmento chamado ferrovia aqui como podemos ver apenas a velha ferrovia sobrevive com o passar dos anos que está em 84 anos de atividades no transporté de turismo o que parece. como estamos vendo nessa reportagens. sai ano entra ano é tudo continua na mesma situação . nada se investé nada é protegido por lei que não existé para proteger essa patrimonio chamado ferrovia. até a outra marcelo bom inicio de2014. abs de marcos silva

  2. 05/01/14 às 23:32
    marcos antonio silva:

    esté comentário se reflete em quantas estações foram desátivadas ao longo dos anos desté a sua criação no chamado ferrovia.nestá postagens vimos que os longos percurso foi o que mais foram desátivados entre são paulo é minas gerais. quantos kilometros de ferrovias deixaram de existir nesse percurso é ao que parece quantos kilometro deixaram de ser aproveitados para os transportés de cargas é passageiros. porque então não aproveitar naquelas que ainda existé que estão completamente abandonadas por esse estados são paulo é minas gerais. qual a razão de tantas desátivações nesse percurso mais uma vez. hojé o que parece ser que a nossa malha ferroviaria custá mais na sua conservação do que nas estradas estaduais é federais. é mais a razão de tantas desátivações nesse segmento chamado ferrovia é simples ferrovia não tem como colocar pedágios em seus percursos. já na rodovias existé um grande volumes de pedágios em todo seu percurso. está é a razão de tantas desátivações na nossa malha ferroviaria o que não for de interesse deles acaba nessa situação como estámos vendo muitas desátivação por completo nesse setor ferroviario é pouco investimento. o que sóbra está nas mãos de logisticas.está marcelo é a realidade de nossas ferrovias nós dias de hojé. como vai ser no futuro? se é que existá futuro em nossas ferrovias.esse marcelo é o retrato desse pais com o patrimonio chamado ferrovia. de tantas lutas é glórias é sonhos que ficaram no passado não muito distantes.abs de marcos silva.

  3. 06/01/14 às 2:48
    marcos antonio silva:

    marcelo esté comentário não se refleté nestá estação cacique.mais sim no maior dos descasos que pude ver em suas postagens em seus documentários sobre nossas ferrovias. exemplos estação macuco ano de sua construção 1903 no municipio de pitangueiras sp. seus kilometros de ferrovias estão sendo cobertá por uma mata de bambu já se passou 12 anos desté a sua desátivação por completo é nada é feito para reativa-lá a velha estação já não existé mais. o outro maior descaso se chama estação passagem no mesmo municipio de pitangueiras sp ano de sua construção 1903 hojé em 2014 está no completo abandono seus kilometros de ferrovias que fazem parté destá estação está sem utilidade nenhuma.a várias composições abandonadas no local o vilárejo em ruinas. a varios armazém em voltá de seu percurso também abandonados ponte que cruza o rio mogi guaçu caindo por falta de manutenção para mim esté é o maior dos descasos que já ví nesse seu documéntários sobre nossas ferrovias. parece que o local foi abandonado no pisca de olhos tudo ficou para trás por completo é o que parece até hojé está na mesma situação como no passado.esté marcelo são os grandes descasos com esse patrimonio que levou anos para ser construido é mais com o dinheiro nosso. deixar de construir morádias hospitais.é como estamos vendo tudo jogado a propria sorté. para que de tudo isso. com esse patrimonio chamado ferrovias.esse é o respeito de nossos governo com isso que estámos vendo em suas reportagens. abs marcelo de marcos silva.

  4. 17/01/14 às 23:40
    marcos antonio silva.:

    era uma vez. o sonhos de muitos ferroviarios que trabalharam para levar progresso a esse pais. é hojé o que restá são lembranças boas vividas em cada momento de seus trabalhos nesse segmento chamado ferrovias. o sonhos de muitos no passado foi bom enquanto existiu. hojé o que restá são apenas ruinas é descasos do passado que não voltá mais. a cada apito das velhas locomotivas erá sinal de vida trazendo sonhos é esperança a tantos lugares. lugares que hojé com o passar dos anos também se ver no mesmo descasos de total abandonos por completo. está é a tristé realidade de hojé nesse caminho chamado ferrovias. até a proximá postagens marcelo de marcos silva.

  5. 17/03/14 às 3:48
    marcos antonio silva.:

    o tempo passa muito depressa para essas ferrovias que hojé vemos em muitas delas como sucatá como amontoados de tijolos sem vida. sem brilho pelo poder publico ou privado.que aqui chega em nosso pais para tomar aquilo que foi construido com tanto esforço é luta pelo bravos ferroviarios. que aqui depositaram suas esperanças nesse transporté que hojé infelismente nada é investido nesse setor ferroviarios.hojé o que vemos é mais uma vez o retrato de total abandono com esse patrimonio que inspirou sonhos de muitos.hojé em 2014nada é feito para resgatá a memoria de muitos que aqui chegaram com sonhos de um setor que está sumindo lentamente. tudo isso que estámos vendo graça a esse trabalho de divulgar o que foi o que é nos dias de hojé.será que vamos ver o sonhos de muitos de ser ver a tão sonhada locomotivas trilhando por essas ferrovias que estão completamente abandonadas pelo poder público é privado..essa é uma respostá só eles podem dar por completo para nós.mais o que vemos são muitos descasos é muitos abandonos ferrovias é as velhas estações completamente em total abandono .esse é mais uma vez é sem duvidas nenhuma o retrato de nossas ferrovias.até mais marcelo de marcos silva.

  6. 25/03/14 às 22:04
    marcos antonio silva:

    mais um comentario sobre o tema ferrovias. a historia do passado que em muitos lugares nem ser quer existe mais tanto em construçoes como em registros. registros esses que nossos governos nao faz questao nenhuma em documentar em seus arquivos.hoje a situaçao de muitas ferrovias em nossos interior do estado de sao paulo esta em completo abandono trilhos sendo roubados vagoes tambem abandonados servindo como moradias para marginais e drogados. hoje a situaçao em muitas dessas ferrovias que tanto foi orgulho do passado magestosso se encontra em total abandono.lugares que surgiu com a chegada da ferrovia. hoje mais uma vez nem se quer existe mais. tanto que foi falado sobre esse transporte por trilhos que hoje esta em decadencia por falta de interesse de nossos governos. hoje o que existe esta nas maos de varios grupos extrangeiros. que aqui chegar e nada faz por esse transporte deixam de transportar passageiros em muitos lugares de nossos interior. para se ganhar muito com o transporte de cargas mesmo assim o volume de carga em nosso pais e pouco nesse meio de transporte por trilhos. o brasil perde muito nesse segmento para paises como estados unidos/ mexico ate mesmo para argentina. com o passar dos anos o nosso pais perdeu muito em kilometros de ferrovias. ferrovias essas que vao sendo abandonadas ao longo de muitos lugares como estamos vendo nessas reportagens. sobre o tema ferrovias.e mesmo assim ninguem faz nada para resgatar o pouco que resta dessa reliquias de um passado que infelismente nao volta mais. de um passado de tanto orgulho com suas chegadas ao seus destinos levando e trazendo sonhos e esperança para pessoas e lugares. hoje tudo aquilo que foi motivo de orgulho ficou no passado . desse passado nao muito restou para se mostrar.esse e o retrato de nossas ferrovias. ate mais marcelo fica com deus.

  7. 20/04/14 às 19:04
    Ligia cartao de credito bradesco:

    Opaa! Que webblog excelente! Acontece que eu sou um visitante diario do teu website (talvez seja melhor dizer viciado). So queria dizer que eu aprecio seus blogues e estou bastante ansioso para ver mais!!

  8. 26/05/14 às 22:00
    marcos antonio silva.:

    a cada visita nesse tema estaçoesbrasileira.o que vemos são descasos nesse meio de transporte que tanto contribuiu no surgimento de muitas lugares que jamais pudesse se imaginar nos dias de hoje.quantos kilômetros de ferrovias estão abandonadas em nosso estado.a mercê da própria sorte.quantas ferrovia seria reaproveitada se tivesse interesse de nossos políticos nesse meio de transporte que aqui chegou. que aqui esta em decadência em muitas regiões de nossos estado.estado esse que não importa com esse patrimônio que esta sendo lapidado em muitas regiões. entra dia entra noite entra mês entra ano e tudo isso que estamos vendo nesse documentário sobre o tema ferrovias esta na completa escuridão a espera de uma luz que possa iluminar o seu caminho por onde trilhou o progresso o sonho de muitos hoje tudo isso ficou no passado no esquecimento e no descasos nesse meio de transporte quantos lugares poderiam ser visitados se ainda tivesse a velha tao sonhada ferrovias em muitos lugares o progresso chega para muitas regiões mais o passado e varrido por completo como se fosse uma doença crônica sem curra. esse e o retrato dessas ferrovias que aqui estão nesse documentário chamado estaçoesbrasileiras graças ao seu trabalho Marcelo hoje estamos vendo o tamanho do descasos de nossos interior que perdeu o seu tesouro chamado ferrovias nos tempo de hoje.o passado para muitos e velharia o passado para muitos políticos são amontoados de tijolos sem vida sem esperança. mais não podemos esquecer de tudo que e do passado contribuiu com nosso futuro em muitas regiões em muitas cidades e ate mesmo com o nosso pais sera que esse passado ainda vai surgi por tras de algumas montanhas e vales que ainda existe em nosso estado.vamos torce a esperança não pode morre.nesse segmento chamado ferrovias o sonho não pode apaga abs Marcelo fica com deus de marcos silva.

  9. 15/06/14 às 4:45
    marcos antonio silva:

    hoje o tempo e cruel para muitas dessas ferrovias e estaçoes que ainda sobrevive mesmo sem manutenção mesmo sem nenhuma utilidade mesmo abandonadas por completo pelos nossos políticos que entregaram esse patrimônio para empresas privadas que com o passar dos anos fizeram vista grossas em diversas ferrovias e estaçoes em diverso lugares de nossos interior esse mais uma vez e o respeito que não existe nesse segmento de tantos sonhos que nao fazem mais parte da historia de nossas ferrovias hoje e preferível se transporta tudo pelas rodovias para se ganhar muitos em vários segmento enquanto isso nossas ferrovias ficam no esquecimento no abandono em diversos lugares simples mais esse e o retrato em nosso pais com esse patrimônio chamado ferrovias ate Marcelo fica com deus

  10. 17/06/14 às 3:19
    marcos antonio silva:

    qual a magia vivida nesse tempo dos velhos maquinista trazendo e levando esperança e sonhos a tantos lugares que só esse meio de transporte poderia se chegar mesmo com tantos obstáculo em sua frente essa e a verdadeira magia de quem viveu essa experiência sobre trilhos da fumaça saindo e cortando seu caminho as velhas locomotivas sempre chegava ai seu destino não importando o tempo em sua frente esse tempo nos dias de hoje tudo acabou por mero caprichos e descaso e abandonos ate mais marcelo

  11. 26/04/15 às 23:42
    marcos antonio silva:

    o que se lembra uma estrada de ferro para muitos os caminhos para se chegar a tantos lugares desconhecidos uma aventura para desbravar caminhos de tantos obstaculos que existia nesse periodo de conquistas e lutas de muitos ferroviarios que deram suas constribuições nesse segmento estrada de ferro para onde vai esse caminho que em muitos lugares nem quer exite mais abs.

  12. 13/03/16 às 3:07
    marcos antonio silva:

    aqui a historia ainda esta viva em todos os sentidos ate quando tudo isso vai permanecer nos dias de hoje valeu marcelo mais uma vez em desbravar este universo de estrada de ferro aonde ainda existe ou deixou de existir nesse pais chamado brasil sonho e descaso vivem lado a lado abs marcelo de marcos silva carapicuiba sp.

Deixe seu Comentário