02/07/13

BRIARÉU

DATA DA EXPEDIÇÃO: 17.03.2013
DESTINO: Estação Briaréu
LOCALIZAÇÃO: Município Casa Branca – SP
COORDENADAS: 21°47’29.5″S 47°06’08.1″W
TRILHOS NO LOCAL: Não
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1911
CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, particular e servindo de moradia
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Jorge Luís Caleffi e Douglas Bulhões

O FILME:

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Briaréu foi a segunda estação que visitamos naquele dia, tínhamos encontrado o Douglas Bulhões, que foi um dos nossos guias locais por aquela região (riquíssima em velhas estações por sinal), e de lá seguimos nosso roteiro partindo de Casa Branca Nova, que é praticamente ao lado de Briaréu. Chegando lá, pudemos ver o quão belo é o prediozinho que ainda resiste no meio do canavial e do milharal que o cercam. Construído no típico padrão Mogiana, com tijolinhos a vista, como o armazém logo a frente e possui um acabamento da cobertura da plataforma em madeira, bem bonito por sinal. Seus dísticos não estão mais lá, nem as placas de sinalização e quilometragem, a caixa-d’água também não foi localizada e os moradores muito menos, e olha que tentamos contato de todas as maneiras possíveis, a fim de obtermos maiores detalhes sobre o lugar. Briaréu significa “composto vegetal parcialmente decomposto e inflamável”, e pelo jeito, aquela região era repleta disso, daí o nome da estação. O Douglas (exímio guia, que nos levou a lugares incríveis além Briaréu, inclusive nos trazendo de volta, sem “nenhum” problema) nos contou histórias sobre o local, e também compartilhou informações obtidas na época em que mantinha um grupo de estudos ferroviários locais, que nos foi de muita valia. Ainda em Briaréu, andamos por todo o local, vimos e documentamos tudo o que podíamos, buscamos o Jr. Alvarenga, o outro guia local, este uma espécie de Indiana Jones implacável, que apesar de ter trabalhado a noite toda, resistiu bravamente ao desafio de percorrer quase 10 estações num só dia com a gente. E assim seguimos para Papagaios, o que já é uma outra história…

COMPLEMENTO ADICIONADO EM 02.07.2013 – Gentilmente enviado por Douglas Bulhões
“Estas fotos de Briaréu foram tiradas no ano de 2004. São fotos simples e não muito grande, pois nesta época eu não tinha câmera digital, então foram tiradas de câmera com filme de revelação e depois foram digitalizadas, mas dá para vc ver como ela está. A Briaréu hj é uma casa de morada. Vale lembrar que estas fotos foram tiradas por mim (Douglas) e também por um amigo que gosta muito de estações chamado Humberto (Jr. Alvarenga)..”


FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER BRIARÉU

POSTERS VINTAGE:
São ilustrações com base fotográfica, que faço sobre algumas estações que representaram algo para mim. Também tenho feito sob encomenda para pessoas que querem presentear alguém ou mesmo simplesmente tê-las para recordação de algum momento marcante, ou apenas como decoração. Todo o valor obtido com a venda destas telas, é revertido integralmente para custear novas expedições do Projeto. Nada é destinado a mim ou ao meu sustento, para isso: eu trabalho.
COLLECTION_11

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

Conteúdos Relacionados:

4Comentários

  1. 03/08/13 às 23:01
    marcos antonio silva.:

    BOA NOITE MARCELO.mais uma visita no projeto estaçoesbrasileiras mais uma construção que aqui vemos com muitos detalhes se não fosse a concessão desses moradores seria mais uma abandonada como tantas outras.o nosso estado e pais são ricos em naturezas belas vilarejos e cidades de nosso interior com tantos atrativos por que não reativar algumas dessas ferrovias que possa trazer beneficio a população dessas localidade como forma de turismo sustentavel o nossso governos não pensaram nisso na horá de desativar as nossas ferrovias só pensaram neles como sempre. aqui meus comentarios sobre nossas ferrovias e estação vamos torce que alquem vejá seu trabalho marcelo com tanta luta e vontade própria abraços .

  2. 27/08/13 às 0:47
    marcos antonio silva.:

    nós projétos de construção de nossa malha ferroviaria no pássado jámais alguém imáginou que um dia tudo que foi construido com tanto esforço é dedicação pelo bravos ferroviarios é engenheiros da epóca. pude-se imáginar com o passar dos tempos tudo que foi mótivó de orgulho é glória dos ferroviarios fosse sé acabando com o passar dos tempos.quanto tempo levou para cada construção dessas imensa ferrovias em cada região em cada cidade em vilárejo.se foi construido nessas regiões porque tinha algum mótivó.desté no transporte de cargas é passageiros ou ambos.é o que levou a sua completamente desátivações como podemos ver nessas reportagem do SR MARCELO É SUA EQUIPE. porque tantas construção é ferrovias foram abandonadas ao longo de sua criação.algum interese por trás disso em sua desátivações por completo como ficou com o passar dos anos aquelas cidades vilárejo que dependiam desse meio de transporté daquela epóca como a população no geral teve que se virá com tantas desátivações dessa malha ferroviaria nestá região.pouca utilizações no meio de transporte de carga é de passageiros ou não.ou puro simplemente descaso para tentar acabar por completo por esse meio de tansporte que levou mais uma vez sonhos é esperança a tanaos lugare distnte desse nosso estádo é brasil.que só esse meio de transporte que chegava a esses lugares com montanhas ou não cortando imensas florestá serrado é plánice.quantos desses trabalhadores dessa epóca viveram essa história de glória é luta para levar o progresso é desenvolvimento a lugares que o outro meio de transporte nunca chegaria com rápides e segurança por isso que esses politicos tém que resgastar um pouco desse mémoria que chamamos de ferrovias estrada de ferro.o que foi sonho no passado hojé vemos descasos em cima de descasos com esses patrimonio.que tém muito em sí falar de historia desses bravos ferroviarios é seu chefes e engenharia daquelá epóca não muito distante.o que levar a fazer tudo isso com esse imensó patrimonio chamado mais uma vez de ferrovias sonhos e esperanças a tantos lugares que hojé não existé mais com sua desátivações.marcelo continui com esses belo trabalho de registrar o que foi motivó de orgulho para muitos abs.

  3. 22/12/14 às 20:15
    Alberto Jorge Fernandes Jr.:

    Um bom ano de 2015 e muitas estações para o nosso deleite. Abraços.

  4. 23/12/14 às 1:52
    marcelo:

    Muito, muito obrigado mesmo Alberto e conto com você por aqui em 2015!

Deixe seu Comentário