Posts encontrados com a Tag: ""

BOSA*

ESPECIAL COLÔMBIA
Nas seções especiais, diferentemente das demais, o intuito é mostrar de forma rápida, algumas estações em que estive fora do Brasil. É somente uma forma de compartilhar informação e vivências acerca do tema ferroviário, de forma breve, leve e descontraída. Espero que curtam.

 

ESTACIÓN BOSA / Maio de 2013
Inaugurada em 1899 a estação de Bosa tem, por onde quer que se pesquise, uma relevância interessante no tocante a sua arquitetura (?) que, sinceramente, estive no local e pude ver que não é nada demais, perto dos espetaculares prédios que temos enfurnados pelo interior do Brasil. Mas enfim, voltemos a Bosa, que era uma estação para escoamento de produtos agrícolas da região e que hoje fica as margens de uma grande rodovia denominada Autopista Sur. Chegar até ela não foi fácil, ninguém em Bogotá (motoristas de taxis) sabia muito a seu respeito, meu espanhol é parco, mas meu gestual e minha perseverança compensaram tudo isso. Andamos bastante num trânsito lazarento, passamos por lugares de fazer inveja a quaisquer subúrbios brasileiros, até que chegamos a pequena estação Bosa. Tudo lá estava lacrado, muita gente ao seu redor transitando freneticamente e pelo que pude ver, ela hoje é uma fundação cultural local. De lá, voltei para o hotel em Bogotá, numa jornada bastante turbulenta, lenta e cansativa de carro pelo trânsito colombiano, mas certamente, valeu cada dissabor.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.

ASSIS

DATA DA EXPEDIÇÃO: 17.04.2014
DESTINO: Estação Assis
LOCALIZAÇÃO: Município Assis – SP
COORDENADAS: 22°66’83″S  50°42’56″W
TRILHOS NO LOCAL: Sim
ANO DA CONSTRUÇÃO: 1914
CONSTRUÇÃO: Estrada de Ferro Sorocabana
STATUS DO PRÉDIO: Em pé, serve como museu ferroviário e centro cultural local
EQUIPE DE VIAGEM: Marcelo Tomaz, Claudinéia de Marchi, Carolina Rodrigues Tomaz e Jeferson Tomaz Querino

O FILME:
“Aguardem!”

RESUMO DA EXPEDIÇÃO:
Estive em Assis enquanto seguia viagem para o Mato Grosso do Sul e me acompanhavam pela jornada, a minha mulher Claudinéia de Marchi, meu sobrinho, e mais antigo parceiro de expedições, Jeferson Tomaz e a minha irmã, Carolina Tomaz. Mesmo assim, fiz questão de que parássemos em Assis para documentarmos a antiga estação da Sorocabana que, sinceramente já não inspira mais tantos olhares, como certamente já fez há tempos. Andei por lá, vi detalhes, senti na pele a energia que emana do lugar, andei sob o sol pelo seu grande pátio, vi a vila ferroviária, seus galpões antigos, os desvios, as placas na plataforma, a indicação da data de inaguração na porta em concreto, os detalhes das mãos-francesas em ferro, o prédio em dois pavimentos, a antiga locomotiva manobreira ornamental ao seu lado, tudo abandonado ou, se não, bastante descuidado. Os trens de passageiros pararam por ali em 1999 e sinceramente, hoje, nem sei de fato se a linha está ativa para cargas. Estacionar lá foi difícil, encontrar alguém para relatar histórias idem, mas devo reconhecer aqui, que pelo tempo escasso que tive, a busca também não foi das melhores. A seguir, um pequeno trecho da Wikipédia que define em linhas gerais a situação do local:

“A Estação Ferroviária de Assis passou a integrar a linha-tronco da companhia a partir de 1914, em 1926 ganhou um novo prédio (já com a construção atual) e a estação antiga foi adaptada como morada do tráfego, em 1927. Contou com oficinas (hoje parcialmente utilizadas pela Incubadora de Empresas de Assis, o restante, está em deterioramento total). Estas construções existem ainda hoje no município nas proximidades da estação, onde fica o bairro chamado Vila Operária, conhecido por sua tradição ferroviária. A estação recebeu reforma em 1938 e em janeiro de 1999 foi desativada pela Ferroban (hoje parte da ALL). Em maio de 2005, a estação, reformada, transformou-se em centro cultural, e em 2006 foi transformada em um Museu dos Ferroviários locais, denominado Museu dos Ferroviários “Agenor Ferraz Felizardo”, graças a isso impediu-se que houvesse a deterioração de objetos, documentos, máquinas e mobiliário expostos à ação do tempo, o que demonstra que houve uma ação dos órgãos responsáveis para preservar a memória da cidade.”

De lá, seguimos em frente, sentido Presidente Prudente.

PANORÂMICAS DA ESTAÇÃO:
Com o compromisso de oferecer o máximo de detalhes que puder colher em cada local visitado, agora disponibilizo também imagens panorâmicas, para que tenham a sensação não só da estação, como também do seu entorno, espero que curtam.

PANORAMICA_ASSIS_02

Que vista!

PANORAMICA_ASSIS_01

Estar aqui foi mágico.

FOTOS DO LOCAL:

MAPA DO LOCAL:

POSTER DA ESTAÇÃO:
A cada estação visitada, seleciono uma imagem que julgo melhor refletir a expedição e a transformo num poster, unindo texto e imagem numa combinação de apelo bastante visual.
POSTER ASSIS

POST ABERTO À COLABORAÇÃO:
A partir da publicação de cada post inicial pelo autor, fica aberto aos colaboradores e interessados, o envio de materiais para mantermos atualizadas as informações sobre cada estação. Este site tem como principal objetivo resgatar através imagens, vídeos e textos um pouco da história ferroviária do país. Todo o conteúdo de cada post inicial é original e produzido pelo próprio autor e sua equipe de viagem, visando contribuir de fato, para o crescimento do acervo de informações sobre cada estação, sua história e seus personagens.